Meteorologia

  • 18 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 20º

Presidente ucraniano visita Kharkiv para avaliar situação

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, e membros do Governo deslocaram-se hoje a Kharkiv, no nordeste da Ucrânia, onde a Rússia tem em curso uma ofensiva militar de grande escala.

Presidente ucraniano visita Kharkiv para avaliar situação
Notícias ao Minuto

11:07 - 16/05/24 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

"Até agora, a situação na região de Kharkiv está geralmente sob controlo", disse Zelensky nas redes sociais a partir da capital da região com o mesmo nome, citado pela agência francesa AFP.

"Mas a zona continua extremamente difícil, razão pela qual estamos a reforçar as nossas unidades", afirmou.

Zelensky reuniu-se com os comandantes militares da região, segundo a agência ucraniana Ukrinform.

Ouviu relatórios pormenorizados sobre a situação operacional e as necessidades de cada unidade na região de Kharkiv, em especial nos distritos de Vovchansk e Liptsiv.

Zelensky disse que também analisaram as perspetivas da situação de combate, as ameaças nos próximos dias e semanas e as oportunidades ucranianas para contrariar os planos ofensivos russos, segundo a Ukrinform.

"Foi definido um plano de ações futuras, tanto para as autoridades regionais de Kharkiv como para todas as estruturas responsáveis pela segurança na região", disse Zelensky.

Mas a situação "continua a ser extremamente difícil, estamos a reforçar as nossas unidades", acrescentou.

A Rússia lançou na sexta-feira uma ofensiva surpresa contra Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, capital da região com o mesmo nome localizada perto da fronteira entre os dois países.

Zelensky ordenou esta semana o envio de reforços para Kharkiv e cancelou todos os compromissos no estrangeiro nos próximos dias, incluindo deslocações a Espanha e a Portugal.

O líder ucraniano pediu na terça-feira aos Estados Unidos mais dois sistemas de mísseis "Patriot" para defender Kharkiv, durante uma reunião em Kiev com o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken.

Desde que foi invadida pela Rússia, em fevereiro de 2022, a Ucrânia tem recebido ajuda financeira e em armamento dos aliados ocidentais, mas também tem criticado hesitações e atrasos no envio de armas.

Os aliados de Kyiv também decretaram sucessivos pacotes de sanções contra interesses russos para tentar diminuir a capacidade da Rússia de financiar o esforço de guerra na Ucrânia.

[Notícia atualizada às 12h01]

Leia Também: Exército ucraniano diz ter impedido "avanço" russo na região de Kharkiv

Recomendados para si

;
Campo obrigatório