Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 23º

Vírus H5N1 expande-se na América devido a alterações climáticas, diz OMS

O vírus H5N1, que causa a gripe aviária, está a expandir-se rapidamente em continentes como o americano devido a fatores como as alterações climáticas, admitiu hoje uma perita da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Vírus H5N1 expande-se na América devido a alterações climáticas, diz OMS
Notícias ao Minuto

21:44 - 24/04/24 por Lusa

Mundo OMS

"As alterações climáticas tiveram impacto nas rotas das aves migratórias, e isto desempenhou um papel na disseminação sem precedentes do H5N1 em animais", salientou em conferência de imprensa Zhang Wenqing, que dirige o Programa Global da Gripe na OMS.

A especialista salientou que a variante 2.3.4.4b do vírus emergiu em 2020, cruzou em 2021 o Atlântico até à América do Norte e chegou em 2022 à América do Sul, causando diversos surtos em aves e mamíferos.

A OMS reconhece um "crescimento exponencial" desde 2020 no número de infeções em aves, além de um número cada vez maior de mamíferos afetados, incluindo focas, visons, leões marinhos e raposas e, mais recentemente, gado bovino e caprino.

A recente deteção de surtos de gripe aviária no gado bovino e caprino nos Estados Unidos, onde foi identificado um primeiro contágio de vaca para humano, aumentou a preocupação da comunidade médica face às possíveis mutações do vírus, que, segundo a OMS, tem potencial epidémico e pandémico.

Hoje, a OMS pediu o reforço da rede da deteção mundial do vírus H5N1.

De acordo com a OMS, a vigilância acrescida deverá estender-se ao leite e aos produtos lácteos.

Na semana passada, a agência da ONU recomendou o consumo de leite pasteurizado após a descoberta de fortes concentrações do vírus H5N1 no leite de vacas nos Estados Unidos.

Leia Também: Mais de 50 milhões de vidas foram salvas em África graças às vacinas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório