Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
23º
MIN 12º MÁX 23º

Israelitas matam jovem que terá tentado atacar soldado na Cisjordânia

O exército de Israel declarou hoje que uma palestiniana de 20 anos foi morta na passagem de Okfin, perto da cidade de Hebron, na Cisjordânia ocupada, após alegadamente ter tentado esfaquear um soldado israelita.

Notícias ao Minuto

12:10 - 24/04/24 por Lusa

Mundo Médio Oriente

"Recentemente, uma tentativa de ataque com faca contra soldados foi frustrada e (os militares) responderam a tiro. Não houve relatos de feridos", explicou o exército israelita numa breve nota, acrescentando que não houve vítimas entre os soldados.

A agência de notícias palestiniana Wafa identificou a alegada agressora como Maimuna Abdel Hamid Harasha, de 20 anos.

Segundo a versão da Wafa, que cita fontes do Ministério da Saúde palestiniano, os soldados atingiram a jovem na cabeça e impediram que as equipas dos serviços de emergência se aproximassem da mulher.

Na terça-feira, um homem de 44 anos -- identificado como Shadi Aisha Yalaita - foi morto a tiro por soldados durante uma operação de segurança em Jericó, também na Cisjordânia ocupada.

As equipas de emergência atenderam também uma criança gravemente ferida após levar um tiro no abdómen.

O exército de Israel intensificou as suas incursões na Cisjordânia ocupada após o ataque do grupo islamita Hamas no território israelita em 07 de outubro, que provocou cerca de 1.200 mortos e mais de 240 raptados.

Desde então, cerca de 484 palestinianos morreram em incidentes violentos na Cisjordânia ocupada por Israel, principalmente com militares e também com colonos israelitas.

Na Faixa Gaza, após o início da guerra entre Israel e o Hamas, mais de 34 mil pessoas morreram, segundo o Ministério da Saúde do Hamas, que controla o enclave palestiniano.

Leia Também: Líder da UNRWA quer investigação a ataques de Israel à ONU

Recomendados para si

;
Campo obrigatório