Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 25º

Macau facilita entrada de portugueses com passagem automática

Macau vai facilitar, a partir de sexta-feira, a entrada de visitantes portugueses no território, com o alargamento da passagem automática fronteiriça a quem for titular de um passaporte de Portugal, anunciaram as autoridades.

Macau facilita entrada de portugueses com passagem automática
Notícias ao Minuto

06:59 - 18/04/24 por Lusa

Mundo Fronteira

Com o objetivo de "elevar a experiência de passagem fronteiriça dos visitantes estrangeiros" e torná-la "mais conveniente e eficiente", a PSP vai permitir que "visitantes estrangeiros titulares de passaporte português e de passaporte de Singapura entrem ou saiam de Macau através dos canais de passagem automática", lê-se num comunicado da corporação, divulgado na quarta-feira à noite.

Nacionais portugueses, com idade igual ou superior a 11 anos de idade, devem efetuar o registo para poderem utilizar os canais nos postos fronteiriços, acrescenta-se na nota da PSP.

As pessoas que efetuam o registo devem ter o passaporte com pelo menos 90 dias de validade, e quem tiver menos de 17 anos deve fazer-se acompanhar pelos pais ou tutor.

Após a inclusão de portugueses e singapurianos na lista de destinatários, o Governo "continuará a alargar" a lista, para "promover ativamente a facilitação da circulação de pessoas" e "contribuir para o novo desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau", referiram as autoridades.

Este ano assinala-se o quinto aniversário da Área da Grande Baía, uma das três principais estratégias do líder chinês, Xi Jinping, para a integração regional.

O projeto abrange as regiões administrativas especiais de Macau e Hong Kong e nove cidades da província de Guangdong, através da criação de um mercado único e da crescente conectividade.

O produto interno bruto da Grande Baía, com cerca de 70 milhões de habitantes, supera os 1,5 biliões de dólares (1,3 biliões de euros), maior que as economias da Austrália, Indonésia ou México, países que integram o G20.

A China estabeleceu a Região Administrativa Especial de Macau como plataforma para a cooperação económica e comercial com os países de língua portuguesa (PLP) em 2003, ano em que criou o Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os PLP, mais conhecido como Fórum de Macau.

Leia Também: FMI: Macau deverá crescer 13,9% este ano e 9,6% em 2025

Recomendados para si

;
Campo obrigatório