Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
29º
MIN 15º MÁX 29º

China e Alemanha querem "apoiar negociações na solução de dois Estados"

O Presidente chinês, Xi Jinping, e o Chanceler alemão, Olaf Scholz, concordaram hoje em "apoiar" as negociações com base na solução de dois Estados para resolver o conflito israelo-palestiniano.

China e Alemanha querem "apoiar negociações na solução de dois Estados"
Notícias ao Minuto

09:01 - 16/04/24 por Lusa

Mundo Israel/Palestina

"Ambas as partes consideram que a Resolução 2728 do Conselho de Segurança da ONU deve ser aplicada para evitar que a situação se agrave, bem como para garantir o acesso humanitário sustentável e desimpedido à Faixa de Gaza e apoiar as negociações com base na solução de dois Estados para resolver o conflito israelo-palestiniano", afirmou o Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, em comunicado.

Xi e Scholz concordaram que os países "influentes" devem "desempenhar um papel construtivo na manutenção da paz e da estabilidade regional" e na promoção de "uma solução duradoura e justa" para a questão palestiniana.

Em fevereiro, Scholz defendeu que uma solução negociada entre dois Estados é "a única forma possível" de resolver o conflito israelo-palestiniano.

Pequim manifestou em várias ocasiões o seu apoio à "causa justa do povo palestiniano para restabelecer os seus direitos e interesses legítimos" e à solução de dois Estados, ao mesmo tempo que expressou a sua "consternação" face aos ataques contra civis por parte de Israel, que instou repetidamente a respeitar a Carta das Nações Unidas.

A China reiterou igualmente que o recente aumento das tensões é "uma extensão" do conflito em Gaza e que, por conseguinte, a "prioridade imediata" é "acalmar a situação" no enclave, pelo que todas as partes devem "aplicar efetivamente" as resoluções da ONU, "pôr imediatamente termo às hostilidades" e "evitar uma crise humanitária".

Leia Também: Portugal vê "com bons olhos" Palestina como membro pleno na ONU

Recomendados para si

;
Campo obrigatório