Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 25º

EUA enviam reforços para Médio Oriente devido a ameaças do Irão

Os Estados Unidos anunciaram hoje o envio de reforços para o Médio Oriente, quando se intensificam na região os receios de que o Irão possa retaliar contra Israel, acusado de um ataque mortal ao consulado iraniano em Damasco.

EUA enviam reforços para Médio Oriente devido a ameaças do Irão
Notícias ao Minuto

19:57 - 12/04/24 por Lusa

Mundo EUA

"Estamos a enviar mais meios para a região, para reforçar os esforços regionais de dissuasão e aumentar a proteção das forças norte-americanas", declarou um responsável da Defesa norte-americana que solicitou o anonimato, sem especificar a natureza desses reforços.

Também Israel está a preparar-se para um possível ataque do Irão, que poderá ocorrer já hoje ou no sábado, segundo uma fonte próxima, citada pelo diário norte-americano The Wall Street Journal (WSJ).

De acordo com esta fonte, o Irão estará a preparar um ataque direto ao sul ou ao norte de Israel nos próximos dois dias.

O WSJ refere, contudo, outra fonte segundo a qual o Governo iraniano continua a debater planos para atacar Israel e ainda não tomou uma decisão final.

A Casa Branca explicou hoje que considera "credíveis" as ameaças do Irão a Israel e prometeu que fornecerá ao Governo israelita toda a ajuda necessária para defender-se.

O Irão ameaçou Israel de represálias pelo ataque ao consulado iraniano na capital síria, Damasco, que matou na semana passada sete elementos da Guarda Revolucionária iraniana, além de destruir o edifício contíguo à embaixada de Teerão, que era a residência do embaixador iraniano.

Os serviços secretos norte-americanos prognosticaram no início desta semana que estava iminente um ataque iraniano a alvos israelitas, mas agora indicam que o ataque será dentro das fronteiras de Israel, acrescentou o WSJ.

O ministro da Defesa israelita, Yoav Gallant, afirmou que o seu país está "lado a lado" com os Estados Unidos, depois de se ter reunido hoje com o chefe do Comando Central dos EUA (CENTCOM), o general Michael "Erik" Kurilla.

Leia Também: EUA com "ajustes militares" no Médio Oriente após ameaça "real" do Irão

Recomendados para si

;
Campo obrigatório