Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
29º
MIN 15º MÁX 29º

Israel e Estados Unidos estão "lado a lado" contra o Irão

O Governo israelita avisou hoje o Irão de que Israel e os Estados Unidos estão "lado a lado" para fazer frente a Teerão, que ameaçou retaliar o recente ataque contra o consulado iraniano em Damasco.

Israel e Estados Unidos estão "lado a lado" contra o Irão
Notícias ao Minuto

17:02 - 12/04/24 por Lusa

Mundo Israel

"Os nossos inimigos pensam que podem separar Israel e os Estados Unidos, mas o que acontece é o contrário: aproximam-nos e reforçam os nossos laços", afirmou o ministro da Defesa israelita.

Yoav Gallant fez a declaração após um encontro com o chefe do Comando Central dos Estados Unidos, general Michael Erik Kurilla, de visita a Israel.

"Estamos prontos a defender-nos no solo e no ar, em estreita cooperação com os nossos parceiros, e saberemos como reagir", acrescentou Gallant, citado pela agência francesa AFP.

Em visita a Israel desde quinta-feira, o chefe militar norte-americano deveria discutir "as ameaças à segurança na região", segundo o Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

O Presidente norte-americano, Joe Biden, prometeu apoiar Israel contra o Irão, apesar das suas recentes críticas à atuação do exército israelita na Faixa de Gaza.

Inimigo declarado de Israel e aliado do grupo extremista palestiniano Hamas, o Irão ameaçou castigar Israel após um ataque ao consulado em Damasco, em 01 de abril.

O ataque matou 16 pessoas, incluindo sete membros da Força Quds da Guarda Revolucionária, o exército ideológico de Teerão através do qual o regime exerce influência regional.

Entre os mortos, estavam o chefe da Força Quds na Síria e no Líbano, general Mohamed Reza Zahedi, e o seu adjunto, general Mohamed Hadi Haj Rahimi.

O Irão e a Síria atribuíram o ataque a Israel, que não confirmou o envolvimento, mas continua a ser considerado responsável, incluindo pelos próprios aliados.

Desde o ataque, as autoridades iranianas advertiram que reservavam o direito de responder e o líder supremo, o 'ayatollah' Ali Khamenei, disse que Israel se iria arrepender.

O ataque em Damasco foi o pior golpe para o Irão desde 2020, quando um bombardeamento norte-americano no Iraque matou o general Qasem Soleimani, que comandava a Força Quds da Guarda Revolucionária.

A tensão entre Israel e o Irão aumentou significativamente desde a ofensiva militar israelita em Gaza, que se seguiu a um ataque do Hamas em solo israelita, em 07 de outubro de 2023.

O ataque, sem precedentes, causou cerca de 1.200 mortos e duas centenas de reféns, segundo as autoridades israelitas.

A ofensiva israelita em Gaza provocou mais de 33.600 mortos e a destruição de numerosas infraestruturas, segundo as autoridades de saúde do enclave palestiniano, governado pelo Hamas desde 2007.

O Hamas é qualificado como uma organização terrorista por Israel, Estados Unidos e União Europeia.

Leia Também: EUA com "ajustes militares" no Médio Oriente após ameaça "real" do Irão

Recomendados para si

;
Campo obrigatório