Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 24º

Quénia. Treze mortos e cerca de 15 mil deslocados após inundações

Pelo menos 13 pessoas morreram e cerca de 15 mil foram deslocadas devido às fortes chuvas que atingiram diferentes partes do Quénia, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

Quénia. Treze mortos e cerca de 15 mil deslocados após inundações
Notícias ao Minuto

14:27 - 12/04/24 por Lusa

Mundo ONU

O escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, citando a Sociedade da Cruz Vermelha do Quénia, disse que quase 20 mil pessoas foram afetadas, incluindo cerca de 15 mil pessoas deslocadas devido a fortes chuvas e inundações repentinas em todo o país.

O país da África Oriental registou milhares de mortos por inundações em épocas chuvosas anteriores.

A Sociedade da Cruz Vermelha do Quénia disse à agência de notícias Associated Press que cinco estradas principais foram cortadas pelas inundações, incluindo a Garissa Road, no norte do Quénia, onde um autocarro que transportava 51 passageiros foi arrastado na terça-feira.

A agência de gestão de catástrofes do Quénia emitiu um alerta de cheias aos residentes dos condados de Lamu, Tana River e Garissa, próximos do rio Tana, depois de as inundações terem rompido barragens a montante. Os moradores foram instados a deslocarem-se para locais mais elevados.

Deslizamentos de terra foram relatados nas regiões centrais, e até agora, nove dos 47 condados do país relataram incidentes de inundação.

O secretário-geral da Sociedade da Cruz Vermelha do Quénia, Ahmed Idris, disse à Citizen TV que "assistência vital", incluindo abrigo e água potável, estava a ser oferecida aos deslocados, que vivem em campos para evitar surtos de doenças transmitidas pela água.

Segundo meteorologistas, a estação chuvosa em curso deverá atingir o pico no final de abril e diminuir em junho.

Leia Também: Hospital público no Quénia despede 100 médicos em greve há quase um mês

Recomendados para si

;
Campo obrigatório