Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 26º

Filho mais novo de Lula da Silva acusado de violência doméstica

Médica denunciou ser vítima de violência doméstica desde janeiro, tendo inclusivamente relatado ter sido agredida com uma cotovelada na barriga.

Filho mais novo de Lula da Silva acusado de violência doméstica
Notícias ao Minuto

09:39 - 04/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Brasil

O filho mais novo do presidente brasileiro Lula da Silva foi acusado de violência doméstica pela ex-companheira, na terça-feira.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) determinou que Luís Cláudio Lula da Silva, de 39 anos, não se aproxime da ex-namorada, Natália Schincariol, e deixe o apartamento em que o casal morava, depois de ter considerado que o relato da mulher de 29 anos é “coerente e verossímil”, segundo o Correio Braziliense.

O mesmo meio adiantou que o filho do chefe de Estado poderá retirar os seus pertences da habitação apenas se estiver acompanhado por um oficial de justiça e sob supervisão da ex-companheira.

A médica denunciou ser vítima de violência doméstica desde janeiro, tendo inclusivamente relatado ter sido agredida com uma cotovelada na barriga. Natália Schincariol disse ainda ter sido alvo de violência “verbal, psicológica e moral” que se foi “intensificado ao longo do tempo”, depois de ter descoberto traições por parte de Luís Cláudio.

A jovem viu-se também obrigada a afastar-se do emprego durante um mês devido ao trauma, tendo sido hospitalizada com crises de ansiedade. Foi, além disso, ameaçada, chamada de “doente mental, vagabunda, louca”, e manipulada a não denunciar as agressões, “sob a alegação de que o agressor é filho do presidente e que possui influência para se safar das acusações”.

"O meu pai vai proteger-me e vais sair a perder, vou acabar com a tua alma. Vou dizer a todos que és uma louca, ninguém acreditará em ti, tenho poder e não tens nada", terá dito Luís Cláudio, segundo a médica.

O filho de Lula da Silva também manteria relações sexuais "sem proteção" com outras mulheres, colocando Natália "em risco conscientemente". Ao longo dos dois anos em que viveram juntos, a jovem adiantou ainda que Luís Claúdio chegava a casa alcoolizado e tentava entrar no seu quarto mesmo que a companheira não quisesse.

Ainda assim, a médica salientou, nas redes sociais, que o presidente do Brasil “não tem nada a ver com isto”, tendo apelado a que os internautas “deixem o Lula e a família dele em paz”.

“Parem de responsabilizar os familiares por maldades de um homem adulto de 40 anos. São pessoas totalmente diferentes. Respeitem a família Lula”, disse.

Por seu turno, Luís Cláudio publicou uma nota assinada pela advogada Carmen Silvia Costa Ramos Tannuri, na qual rejeitava as “fantasiosas declarações”

“Na condição de advogada de Luís Cláudio Lula da Silva, tomamos conhecimento das fantasiosas declarações que teriam sido proferidas pela médica, atribuindo ao nosso cliente inverídicas e fantasiosas agressões, cujas mentiras são enquadráveis nos tipos dos delitos de calúnia, injúria e difamação, além de responder por reparação por danos morais, motivos pelos quais serão tomadas as medidas legais pertinentes”, lê-se.

Leia Também: Lula e Macron apelidam de "grave" nega à candidatura de Corina Yoris

Recomendados para si

;
Campo obrigatório