Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 22º

Ficam a 60 km do destino devido ao "fim do dia de trabalho" do maquinista

Os passageiros foram obrigados a abandonar o comboio em que seguiam depois de o maquinista ter atingido o tempo máximo de condução. Seguiram depois viagem em autocarros fretados pela Renfe.

Ficam a 60 km do destino devido ao "fim do dia de trabalho" do maquinista
Notícias ao Minuto

15:16 - 02/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

Os passageiros de um comboio foram obrigados a abandonar a composição em que seguiam depois de o maquinista ter atingido o tempo máximo de condução. Os passageiros seguiram viagem de Sahagún para León, em Espanha, em autocarros fretados pela Renfe.

Quem seguia a bordo foi surpreendido quando o comboio parou em Sahagún e não seguiu viagem. De acordo com o ABC News, o maquinista saiu do comboio depois de ter terminado "o seu dia de trabalho", tendo sido essa a mensagem que os passageiros leram nos ecrãs da estação.

“Depois de cerca de uma hora parados sem saber o motivo, descobrimos que o incidente” é que “o motorista terminou o seu dia de trabalho ”, queixou-se um passageiro na rede social X (antigo Twitter).

Javi García explicou ainda a viagem até León demorou 120 minutos, tendo os passageiros chegado ao destino final "duas horas e meia depois da hora prevista".

A Renfe explicou que na viagem anterior o maquinista teve de percorrer outro percurso devido a um incidente, o que provocou um atraso de 88 minutos. Assim, quando o comboio chegou a Sahagún o motorista já tinha atingido o tempo máximo de condução permitido.

Leia Também: Detido após roubar (e comer) perna amputada de atropelado por comboio

Recomendados para si

;
Campo obrigatório