Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 24º

Casal separa-se... e tribunal decide dar guarda exclusiva de cão a dona

O caso tem como protagonista um cão nascido em julho de 2019 e adotado dois meses depois por um casal que posteriormente se separou em outubro de 2021 - dois anos após a adoção do animal. 

Casal separa-se... e tribunal decide dar guarda exclusiva de cão a dona
Notícias ao Minuto

18:09 - 01/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

Numa decisão surpreendente, o Tribunal de Primeira Instância número 7 de Pamplona, em Espanha, decidiu conceder a guarda exclusiva de um cão à sua dona, com o objetivo de evitar "problemas futuros" entre ela e o ex-namorado. A decisão também alerta que a guarda partilhada pode afetar negativamente o próprio animal.

O caso tem como protagonista um cão nascido em julho de 2019 e adotado dois meses depois por um casal que posteriormente se separou em outubro de 2021 - dois anos após a adoção do animal. 

O animal permaneceu sob a guarda da mulher após o término da relação, já que era a proprietária do animal e o cão sempre morou em sua casa com os pais.

No entanto, o ex-namorado apresentou queixa na Justiça, solicitando a guarda conjunta do cão, uma vez que a mulher o impediu de visitá-lo, noticia o Periódico de Ibiza y Formentera.

O juiz Rafael Ruiz de la Cuesta decidiu a favor da mulher, argumentando que a guarda partilhada não beneficiaria os membros do ex-casal, dado os desentendimento entre eles.

Além disso, a decisão indica que a vida de um cão pode chegar a 10 anos, e a guarda partilhada poderá criar problemas futuros durante pelo menos cinco anos devido às constantes mudanças de ambiente e despesas extraordinárias.

Leia Também: Tribunal russo ordena que jornalista russa-americana continue detida

Recomendados para si

;
Campo obrigatório