Meteorologia

  • 18 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 26º

Pentágono acaba com proibição de voos V-22 Osprey meses após acidente

O Pentágono vai suspender a proibição de voos do V-22 Osprey, que está em terra há quase três meses, depois do acidente do Comando de Operações Especiais da Força Aérea no Japão que matou oito militares.

Pentágono acaba com proibição de voos V-22 Osprey meses após acidente
Notícias ao Minuto

07:39 - 02/03/24 por Lusa

Mundo EUA

A informação foi avançada à agência de noticias Associated Press (PA) após uma reunião de alto nível em que o secretário da Defesa norte-americano, Lloyd Austin, aprovou os planos dos serviços militares para um regresso seguro e ponderado às operações.

As autoridades afirmaram que o Comando Naval de Sistemas Aéreos, que há três meses imobilizou o controverso avião de rotor inclinado, decidiu levantar a suspensão e permitir que os serviços comecem, na próxima semana, a implementar os seus planos para colocar o Osprey de novo no ar.

Austin reuniu-se hoje de manhã com os principais líderes dos serviços, incluindo responsáveis da Marinha e da Força Aérea, segundo fontes daquela organização.

O Osprey está em terra depois do acidente ocorrido no Japão, a 29 de novembro, sendo que houve um outro acidente em agosto na Austrália, que matou três fuzileiros.

Os dois casos continuam a ser investigados, tendo a Força Aérea já identificado o que falhou no acidente do Japão.

Nos meses que se seguiram, os serviços trabalharam em planos para mitigar a falha material conhecida, realizando verificações de segurança adicionais e estabelecendo uma nova abordagem, mais conservadora, para a forma como o Osprey é operado.

As autoridades disseram que os militares norte-americanos também partilharão os seus planos com o Japão, o único parceiro internacional envolvido no programa Osprey.

O Japão também suspendeu a sua frota de 14 V-22 após o acidente de novembro.

Leia Também: Estados Unidos destroem míssil terra-ar dos Hutis no Iémen

Recomendados para si

;
Campo obrigatório