Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 23º

Ameaças nucleares de Putin são "absolutamente inaceitáveis e inadequadas"

A diplomacia da União Europeia (UE) defendeu hoje que as ameaças feitas pelo Presidente russo, Vladimir Putin, sobre eventual uso de armas nucleares pela Rússia, são "absolutamente inaceitáveis e inadequadas", visando apenas a sua reeleição.

Ameaças nucleares de Putin são "absolutamente inaceitáveis e inadequadas"
Notícias ao Minuto

14:47 - 29/02/24 por Lusa

Mundo União Europeia

"Putin começou a guerra contra a Ucrânia, é responsável por todas as consequências internas na Rússia, regionais na Ucrânia, mas também globais na cena mundial e, por isso, é claro que todas estas ameaças com armas nucleares são absolutamente inaceitáveis e inadequadas", reagiu o porta-voz da Comissão Europeia para os Negócios Estrangeiros, Peter Stano.

Questionado na conferência de imprensa da instituição, em Bruxelas, sobre as recentes declarações de Vladimir Putin perante a Assembleia Federal em Moscovo, o porta-voz ressalvou que "isto tem de ser visto no contexto das próximas eleições presidenciais, portanto, isto faz parte da sua tentativa de reeleição, mas este é também um dos muitos exemplos de como Putin está a tentar desviar as culpas da guerra".

"Putin começou a guerra contra a Ucrânia a partir da instabilidade que está a tentar criar em torno da Ucrânia e na região em geral e esta foi mais uma oportunidade para espalhar as bem conhecidas mentiras e enganos", vincou Peter Stano.

Ainda reagindo ao discurso de Putin, o porta-voz comparou o Kremlin com o regime do antigo ditador da União Soviética Josef Stalin: "Basicamente, ele diz que a nação está a viver sob a repressão de Stalin".

"A economia do Estado está em ruínas, a credibilidade do país está totalmente destruída e os seus esforços para restaurar o velho orgulho não têm sido, até agora, senão um fracasso", adiantou Peter Stano.

O Presidente russo, Vladimir Putin, advertiu hoje que a Rússia tem armas capazes de alcançar alvos no Ocidente, ao discursar perante a Assembleia Federal em Moscovo.

"Nós também temos armas capazes de atingir alvos no vosso território", afirmou Putin.

Moscovo tem acusado os aliados ocidentais da Ucrânia de estarem a fornecer armas a Kiev capazes de atingir alvos no interior da Federação Russa.

No discurso, o Presidente russo acusou ainda o Ocidente de fazer ameaças contra a Rússia que estão a criar um risco real de um conflito nuclear.

"Tudo o que estão a inventar neste momento, tudo o que estão a assustar o mundo, é uma ameaça real de um conflito que envolve o uso de armas nucleares, o que significaria a destruição da civilização", disse.

Putin considerou ainda disparatadas as alegações de que a Rússia pretende atacar a Europa.

O Presidente francês, Emmanuel Macron, admitiu recentemente a possibilidade do envio de tropas ocidentais para a Ucrânia para ajudar a combater a invasão russa, mas os parceiros da NATO rejeitaram tal possibilidade.

Putin afirmou que o Ocidente está a tentar fazer com que a Rússia cometa o mesmo erro que a União Soviética de se envolver numa corrida aos armamentos.

Leia Também: Da Ucrânia à ameaça nuclear, passando pela família. O discurso de Putin

Recomendados para si

;
Campo obrigatório