Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 27º

Pelo menos 86 mortos na Faixa de Gaza nas últimas 24 horas

Pelo menos 86 habitantes de Gaza morreram e 131 ficaram feridos em ataques israelitas nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde da Faixa de Gaza, controlado pelo grupo islamita Hamas.

Pelo menos 86 mortos na Faixa de Gaza nas últimas 24 horas
Notícias ao Minuto

10:58 - 25/02/24 por Lusa

Mundo Israel

Desde o início da guerra no enclave, a 07 de outubro, morreram 29.692 pessoas e 69.879 ficaram feridas na Faixa, segundo o balanço do ministério da Saúde, além de cerca de sete mil corpos ainda presos sob os escombros.

"Várias vítimas ainda estão sob os escombros e nas estradas, e a ocupação impede que as ambulâncias e as equipas de proteção civil cheguem até elas", declarou o ministério.

Mais de 70% das vítimas mortais são civis, incluindo mais de 13 mil crianças, para além das 17.000 crianças que perderam um ou ambos os pais, segundo dados do governo do Hamas.

A agência noticiosa oficial palestiniana Wafa informou que vários civis foram mortos por ataques da artilharia israelita na cidade de Khan Younis, a principal cidade do sul da Faixa de Gaza onde os combates se concentram desde dezembro, bem como no bairro de Sabra, na cidade de Gaza, onde Israel retomou as operações depois de ter declarado a zona sob controlo israelita em janeiro.

Um palestiniano foi morto e vários ficaram feridos num ataque aéreo a uma residência no bairro de Shaaf, na zona oriental da cidade de Gaza, enquanto drones israelitas dispararam contra outros bairros da zona oriental da cidade, informou a agência.

A agência noticiosa relatou também a ocorrência de "fortes explosões" no bairro de Zaytun, no sul da cidade de Gaza, onde as operações israelitas são agora mais intensas no norte da Faixa de Gaza e os tanques israelitas retomaram a sua ofensiva terrestre na zona, após semanas de retirada parcial.

O exército israelita anunciou hoje operações tanto em Khan Younis, como em Zaytun, onde afirmou ter encontrado armas, desmantelado "infra-estruturas terroristas" e eliminado várias células.

A Wafa informou ainda que dois palestinianos foram mortos e quatro ficaram feridos em bombardeamentos israelitas no campo de refugiados de Shati, na zona ocidental da cidade de Gaza.

O número de 86 mortos num dia na Faixa de Gaza representa uma ligeira descida, depois de raramente ter descido abaixo dos 100 por dia nos últimos meses, com mais de 300 mortos por dia nas primeiras semanas da guerra, uma ligeira descida que ocorre enquanto Israel e o Hamas negoceiam indiretamente um possível acordo de tréguas.

Mais de quatro meses de guerra conduziram a Faixa de Gaza à pior catástrofe humanitária da sua história e a níveis de destruição sem precedentes, com cerca de 80% das infraestruturas civis danificadas, incluindo casas, hospitais, escolas e instalações de água e saneamento, segundo dados da ONU.

O Programa das Nações Unidas para o Ambiente estima que serão necessários entre três e 12 anos para limpar apenas os escombros e os restos explosivos da guerra, e que serão necessárias dezenas de milhares de milhares de pessoas para limpar os escombros e os restos explosivos da guerra.

Leia Também: Trégua em Gaza? Gabinete de guerra de Israel envia delegação ao Qatar

Recomendados para si

;
Campo obrigatório