Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
26º
MIN 15º MÁX 27º

Eurodeputados celebram Navalny com intervenção de viúva na sessão

O Parlamento Europeu (PE) celebra na quarta-feira a vida do opositor russo Alexei Navalny com a intervenção, na sessão plenária, da sua viúva, Yulia Navalnaya.

Eurodeputados celebram Navalny com intervenção de viúva na sessão
Notícias ao Minuto

08:31 - 25/02/24 por Lusa

Mundo Alexei Navalny

À intervenção de Navalnya, prevista para as 11h30 locais (10h30 de Lisboa), segue-se um debate sobre a recente morte, em circunstâncias ainda não esclarecidas, do opositor político do presidente russo, Vladimir Putin, seguindo-se, na quinta-feira, a votação de uma resolução sobre a situação na Rússia.

A morte de Alexei Anatolievitch Navalny, 47 anos, - o principal opositor do regime de Putin - numa prisão no Ártico foi anunciada no dia 16 pelos serviços prisionais russos.

No âmbito do segundo aniversário da invasão da Ucrânia pela Rússia, assinalado no sábado, o PE vota, também na quinta-feira, uma resolução em que apela ao reforço do fornecimento de armas e munições a Kiev.

O tema do alargamento da UE, com a Ucrânia entre os países candidatos, será debatido na terça-feira e votado na quarta, com os eurodeputados os eurodeputados a apelarem ao fim da votação por unanimidade no Conselho em determinados domínios políticos, um texto de que o eurodeputado Pedro Silva Pereira (PS) é um dos correlatores.

Em ano de eleições europeias, que decorrem entre 06 e 09 de junho, será debatido na segunda-feira e votado no dia seguinte um texto sobre a transparência e o direcionamento da propaganda política, nomeadamente a publicidade política paga, incluindo 'online'.

A proposta prevê a proibição de anúncios de fora da UE nos três meses que antecedem eleições.

Outro assunto importante na agenda da reunião, que decorre entre segunda e quinta-feira, é a votação formal da Lei da Restauração da Natureza, que prevê medidas de recuperação para, pelo menos, 20% das zonas terrestres e marítimas da UE até 2030 e para todos os ecossistemas até 2050.

Ainda no domínio do ambiente, será votada na terça-feira as novas regras sobre a criminalidade ambiental que penalizará o comércio ilegal de madeira, o esgotamento dos recursos hídricos ou violações da legislação da UE relativas aos produtos químicos e equipara os incêndios florestais em grande escala ao ecocídio.

Leia Também: G7 pede à Rússia que esclareça completamente a morte de Navalny

Recomendados para si

;
Campo obrigatório