Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 27º

Jovem condenado a prisão perpétua por matar família muçulmana no Canadá

O caso remonta a 2021, quando o agora condenado, identificado como Nathaniel Veltman, de 22 anos, atropelou a família.

Jovem condenado a prisão perpétua por matar família muçulmana no Canadá
Notícias ao Minuto

22:15 - 22/02/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Canadá

Um cidadão canadiano, de 22 anos, foi condenado, esta quinta-feira, a cinco penas de prisão perpétua pela morte de quatro membros de uma família muçulmana, em London, na província de Ontário, no Canadá. Segundo a BBC, a juíza do caso considerou que se tratava de um crime de terrorismo "nacionalista branco".

O caso remonta a 2021, quando o agora condenado, identificado como Nathaniel Veltman, atropelou a família. Salman Afzaal, de 46 anos, a mulher Madiha Salman, de 44 anos, a mãe Talt Afzaal, de 74 anos, e a filha Yumna Afzaal morreram no atropelamento. Já o filho do casal, de apenas nove anos, ficou gravemente ferido. 

O homem foi condenado por quatro crimes de homicídio e um crime de tentativa de homicídio e só poderá pedir liberdade condicional no fim de cumprir 25 anos.

De acordo com as provas apresentadas no julgamento, Veltman visou a família ao acaso, depois de ter visto as duas mulheres vestidas com trajes tradicionais paquistaneses. Segundo a juíza do caso, Renee Pomerance, o jovem queria "um lugar na ribalta" quando atacou a família. 

"Espero que a sensação de medo e intimidação não seja uma mensagem duradoura destas ações", afirmou a juíza durante a sentença, frisando que Veltman escolheu "vítimas inocentes que nunca tinha conhecido".

"Ele queria cometer um crime contra todos os muçulmanos, ameaçando a sua proteção e segurança", acrescentou.

Em novembro, Veltman foi considerado culpado por um tribunal de júri, tendo os 12 jurados chegado ao veredicto em seis horas, depois de um julgamento que durou 10 semanas.

A defesa de Veltman alegou que ainda que o acusado tenha atacado a família com a sua carrinha 'pickup' não tinha a intenção de matá-la. 

Antes do ataque mortal, Veltman escreveu um manifesto inspirado no 'The Grand Replacement, o texto de Brenton Tarrant, que em 2019 assassinou 51 muçulmanos na Nova Zelândia, no ataque a duas mesquitas de Christchurch.

Na sequência do ataque, o Paquistão, país de onde era originária a família Afzaal, denunciou "a crescente islamofobia" em todo o mundo e em particular no Canadá, onde nos últimos anos aconteceram vários ataques terroristas contra a comunidade muçulmana.

Leia Também: Jovem francês morre em acidente durante passeio de trenó no Canadá

Recomendados para si

;
Campo obrigatório