Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
23º
MIN 12º MÁX 24º

Começou a campanha eleitoral para as eleições de 1 de março no Irão

A campanha para as eleições legislativas no Irão a 1 de março arrancou hoje num formato mais reduzido, com a duração de uma semana, com as autoridades a ambicionarem uma grande mobilização e um apoio expressivo às suas políticas.

Começou a campanha eleitoral para as eleições de 1 de março no Irão
Notícias ao Minuto

17:34 - 22/02/24 por Lusa

Mundo Irão

De acordo com a agência noticiosa Mehr, cerca de 15.000 candidatos apresentam-se aos 290 lugares do parlamento, enquanto 144 concorrem à Assembleia de Peritos, com 88 assentos.

A Assembleia de Peritos elege o líder supremo e supervisiona as suas atividades, com um mandato de oito anos para os seus membros. Os nomes dos candidatos são previamente selecionados pelo Conselho dos Guardiões, integrado por representantes eleitos de forma direta ou indireta pelo próprio líder supremo.

As eleições legislativas e para a Assembleia de Peritos ocorrem cerca de um ano e meio após as grandes manifestações desencadeadas pela morte da jovem curda iraniana Mahsa Amini, que estava sob custódia policial por alegado uso indevido do 'hijab' (véu islâmico).

Os protestos, atribuídos pelo Irão a uma potência estrangeira para fomentar instabilidade interna, foram duramente reprimidos (com o registo de cerca de 500 mortos), com o regime de Teerão a endurecer as medidas de controlo sobre o vestuário das mulheres no país.

No escrutínio de 01 de março, as correntes conservadoras deverão confirmar a sua prevalência nas urnas, apesar da dúvida sobre os níveis de participação, e quando grupos da oposição admitem apelar à abstenção numa manifestação de rejeição das políticas do regime.

O líder supremo iraniano, o 'ayatollah' Ali Khamenei, apelou a uma ampla participação para contrariar os apelos ao boicote por parte de opositores no exterior, num momento em que o Governo procura reafirmar a sua autoridade face ao conflito no Médio Oriente e o receio do agravamento do conflito com Israel.

Leia Também: Líder supremo do Irão classifica Israel como "cancro" a "ser destruído"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório