Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
22º
MIN 13º MÁX 26º

Congressistas dos EUA críticos da China chegam a Taiwan para visita

Uma delegação da comissão da Câmara dos Representantes, a câmara baixa do parlamento dos Estados Unidos, que se dedica ao Partido Comunista Chinês (PCC), chegou hoje a Taiwan para uma visita de três dias.

Congressistas dos EUA críticos da China chegam a Taiwan para visita
Notícias ao Minuto

06:33 - 22/02/24 por Lusa

Mundo Estados Unidos

A comitiva de cinco deputados é liderada pelo presidente da comissão, o republicano Mike Gallagher, e pelo democrata sénior na comissão, Raja Krishnamoorthi.

"Taiwan mostrou repetidamente ao mundo como enfrentar a intimidação do PCC e não apenas sobreviver, mas prosperar", disse Gallagher, num comunicado de imprensa emitido após a chegada do grupo a Taipé.

A promoção de laços mais profundos entre os líderes e as economias dos EUA e de Taiwan "pode melhorar a paz e a estabilidade através do Estreito de Taiwan", acrescentou o republicano.

A delegação irá permanecer em Taiwan por três dias e reunir-se com a ainda Presidente da ilha, Tsai Ing-wen, com o Presidente eleito, William Lai Ching-te, e com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Joseph Wu Jaushieh, disse a diplomacia taiwanesa, num comunicado.

Raja Krishnamoorthi disse que Taiwan representa um baluarte contra as crescentes ameaças que as democracias enfrentam em todo o mundo.

"Os norte-americanos apoiam o povo de Taiwan porque reconhecemos que a democracia não é apenas a nossa forma de governo -- é uma declaração dos nossos valores", disse o deputado.

A comissão da Câmara dos Representantes sobre o PCC, formada em 2023, realizou várias audiências focadas em direitos humanos, comércio, invasões cibernéticas e outras questões centrais para as crescentes tensões entre a China e os EUA.

As tensões agravaram-se sobretudo depois da então presidente da Câmara de Representantes, Nancy Pelosi, ter visitado Taiwan em 2022, o que levou a China a enviar navios de guerra e aviões militares para áreas perto da ilha e a disparar mísseis balísticos.

No início de fevereiro, o Departamento do Comércio dos Estados Unidos anunciou que no ano passado, pela primeira vez em mais de duas décadas, o México ultrapassou a China como principal fornecedor de mercadoria para os Estados Unidos.

Taiwan também faz parte do pacote de ajuda de 95 mil milhões de dólares (87,8 mil milhões de euros) que foi aprovado no Senado, a câmara alta do Congresso, no início de fevereiro, mas que ficou paralisado na Câmara.

Esse pacote, que se concentrou na Ucrânia e em Israel, incluía 1,9 mil milhões de dólares (1,76 mil milhões de euros) em armamento que seria fornecido a Taiwan.

Outros 3,3 mil milhões de dólares (3,05 mil milhões de euros) seriam destinados à construção de mais submarinos fabricados nos EUA, em apoio a uma parceria de segurança com a Austrália e o Reino Unido.

A visita da delegação ocorre um mês e meio depois de William Lai ter sido eleito presidente de Taiwan, com promessas de salvaguardar a independência da ilha em relação à China e alinhar Taiwan ainda mais com outras democracias.

Leia Também: Trump quer adiar por 30 dias pagamento de 338 milhões de euros por fraude

Recomendados para si

;
Campo obrigatório