Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 29º

Venezuela assinala Revolução dos Cravos com conferências em universidades

A Venezuela vai assinalar, a partir de hoje, o 50.º aniversário do 25 de Abril, com várias conferências académicas e encontros de reflexão em várias universidades venezuelanas, anunciou a Embaixada de Portugal em Caracas.

Venezuela assinala Revolução dos Cravos com conferências em universidades
Notícias ao Minuto

06:29 - 21/02/24 por Lusa

Mundo Venezuela

As conferências sobre a Revolução dos Cravos vão decorrer na capital e na cidade de Maracay (centro--norte) e terão como convidado o sociólogo e historiador português António Costa Pinto, do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

"É a primeira vez que é preparada uma agenda na Venezuela para refletir sobre este marco na história recente do país europeu. O público em geral, os estudantes e os professores poderão participar nos encontros", sublinhou a embaixada.

As conferências vão decorrer até sexta--feira, para comemorar os 50 anos de "uma transição pacífica de regime, que se deu a 25 de Abril de 1974 e que marcou a história contemporânea de Portugal, ao pôr fim à ditadura do Estado Novo e restaurar a democracia, gerando um impacto que ultrapassou as fronteiras do país", disse a embaixada.

Citado no comunicado, o embaixador de Portugal na Venezuela, João Pedro Fins do Lago explicou que "a queda desse regime autoritário deu lugar a um Portugal moderno, que se alinhou com as democracias europeias".

Segundo o coordenador local do Ensino da Língua Portuguesa, Rainer Sousa, "conhecer melhor a história e refletir sobre o passado permite às pessoas valorizarem as conquistas da mobilização da sociedade para a construção de um país melhor, de um mundo melhor, mais justo, mais livre e mais democrático para todos".

As conferências sobre a Revolução dos Cravos são organizadas em conjunto pela Embaixada de Portugal em Caracas, o Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, a Coordenação do Ensino do Português na Venezuela e os centros de Língua Portuguesa de Caracas e Maracay.

Os eventos vão decorrer na Universidade Pedagógica Experimental Libertador de Maracay, na Universidade Central da Venezuela e no Centro de Estudos Políticos da Universidade Católica Andrés Bello, em Caracas.

António Costa Pinto é doutorado pelo Instituto Universitário Europeu de Florença e professor convidado em universidades dos Estados Unidos e da Europa.

Especializado no estudo do fascismo e do salazarismo, tem ainda publicado artigos sobre a história e a política moderna, na imprensa internacional.

Publicou e coeditou vários livros, entre os quais "Salazarismo e o Fascismo Europeu: Problemas de interpretação nas ciências sociais" (1992); "Os Camisas Azuis: Ideologia, elites e movimentos fascistas em Portugal, 1914-1945" (1994) e "O Fim do Império Português. A Cena Internacional, Guerra Colonial e Descolonização, 1961-1975" (2001), e "A Sombra das Ditaduras, a Europa do Sul em Comparação" (2013).

Leia Também: Projeto piloto pôs alunos do Seixal a escrever sobre a revolução

Recomendados para si

;
Campo obrigatório