Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 24º

EUA. 'Youtuber' condenada a 30 anos de prisão por abuso infantil

Ruby Franke oferecia aconselhamento parental no Youtube. Os filhos foram encontrados feridos e desnutridos.

EUA. 'Youtuber' condenada a 30 anos de prisão por abuso infantil
Notícias ao Minuto

23:54 - 20/02/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Ruby Franke, a norte-americana que oferecia aconselhamento parental no Youtube, foi condenada a uma pena até 60 anos de prisão por quatro crimes de abuso agravado de crianças. A mulher vai cumprir uma pena efetiva até 30 anos, já que é o tempo máximo por cúmulo jurídico no estado de Utah. 

A mulher estava acusada de quatro crimes de abuso agravado de crianças, segundo o ABC News. "Com o meu mais profundo pesar e tristeza pela minha família e pelos meus filhos, culpada", respondeu a mulher em tribunal após ser questionada sobre a sua posição relativamente aos crimes de que estava acusada. 

Ruby, de 42 anos, foi detida em agosto do ano passado por abuso infantil depois de um dos filhos, com 12 anos, ter garantido que sofria de maus-tratos. Na altura, o menor, de 12 anos, saltou uma janela e fugiu para casa de um vizinho, a quem pediu água e comida.  O vizinho notou que a criança tinha fita adesiva nos tornozelos e nos pulsos e alertou as autoridades.

De acordo com um comunicado do Departamento de Segurança Pública de Santa Clara-Ivins, a criança estava "extremamente magra e desnutrida, com feridas abertas e fita adesiva à volta das extremidades". 

Uma outra criança, uma menina de 10 anos, acabou por ser depois encontrada desnutrida. 

Antes da detenção, as autoridades já tinham sido chamadas à casa da youtuber após uma vizinha se aperceber que os seis filhos de Ruby tinham ficado sozinhos em casa durante vários dias. 

O canal de Ruby, '8 Passangers', foi criado no Youtube em 2015 e contava já com 2,3 milhões de subscritores, que seguiam a vida o estilo da família pertencente à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Leia Também: Mulher presa 20 anos depois de abandonar corpo de recém-nascido nos EUA

Recomendados para si

;
Campo obrigatório