Meteorologia

  • 25 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 19º

Grécia indignada com desfile em frente aos frisos do Pártenon em Londres

Um desfile de moda em frente aos frisos do Pártenon de Atenas no Museu Britânico, no sábado, no âmbito da Semana da Moda de Londres, provocou a ira das autoridades gregas, que há anos exigem a devolução dos famosos mármores.

Grécia indignada com desfile em frente aos frisos do Pártenon em Londres
Notícias ao Minuto

09:38 - 18/02/24 por Lusa

Mundo Grécia

O estilista Erdem Moralioglu escolheu o impressionante cenário da sala onde estão expostas estas obras da antiguidade para apresentar a coleção outono/inverno 2024 da sua marca homónima Erdem, inspirada na cantora grega Maria Callas e na sua interpretação da ópera Medeia em 1953, escreve a AFP.

"Ao realizar um desfile de moda na sala de exposições onde estão expostos os frisos do Pártenon, o Museu Britânico mostra, mais uma vez, que não respeita as obras-primas do escultor Phidias ", reagiu a ministra grega da Cultura, Lina Mendoni, num comunicado divulgado no sábado à noite.

Para Lina Mendoni, "os responsáveis pelo Museu Britânico estão a desvalorizar e a insultar, não só o monumento, mas também os valores universais que ele representa".

"As condições em que as esculturas estão expostas na Galeria Duveen estão a deteriorar-se de dia para dia. É tempo de esta obra-prima roubada e maltratada voltar a brilhar à luz da Ática", defendeu a ministra grega da Cultura.

Há décadas que a Grécia exige a devolução do friso de 75 metros do Pártenon, uma das obras-primas do Museu Britânico.

Londres afirma que as esculturas foram "legalmente adquiridas" em 1802 pelo diplomata britânico Lord Elgin, que as vendeu ao Museu Britânico.

A Grécia afirma que as esculturas foram pilhadas quando o país estava sob o domínio otomano.

Em novembro de 2023, esteve prevista uma reunião bilateral, em Londres, entre o primeiro-ministro Rishi Sunak e o seu homólogo grego, Kyriakos Mitsotakis, mas foi cancelada pelo dirigente britânico depois de o chefe de Governo grego ter feito uma declaração à BBC.

Kyriakos Mitsotakis, um fervoroso defensor da devolução dos famosos mármores a Atenas, tinha afirmado que manter alguns dos frisos do Pártenon fora da Grécia era como "cortar a Mona Lisa em duas".

De acordo com uma sondagem recente do You Gov, 53% dos britânicos são a favor da sua devolução.

No topo da Acrópole, o Pártenon é um templo construído no século V a.C. e dedicado à deusa Atena. O novo Museu da Acrópole, inaugurado em 2009, reservou um espaço para albergar os frisos do Pártenon.

Leia Também: Grécia legaliza casamento entre pessoas do mesmo sexo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório