Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

"Perigosa aplicação". Biden criticado por começar a usar TikTok

O uso da rede social TikTok pelo presidente norte-americano Joe Biden provocou várias críticas, com a direita a lembrar que esta aplicação está proibida nos aparelhos profissionais de membros do governo.

"Perigosa aplicação". Biden criticado por começar a usar TikTok
Notícias ao Minuto

07:19 - 13/02/24 por Lusa

Mundo Joe Biden

Políticos dos Estados Unidos acusaram a rede social, propriedade do grupo chinês ByteDance, de ser uma ferramenta de propaganda e espionagem do governo chinês, o que a empresa nega categoricamente.

"Do ponto de vista da segurança nacional ainda existem preocupações quanto ao uso do TikTok em dispositivos do governo federal", confirmou hoje John Kirby, um dos porta-vozes da Casa Branca.

A senadora republicana Joni Ernst, na rede social X (antigo Twitter), censurou que a campanha de Biden se juntasse a "esta perigosa aplicação de propaganda do Partido Comunista Chinês", enquanto Mike Waltz, representante conservador eleito na Câmara dos Representantes, referiu que "nada como dar ao Partido Comunista Chinês acesso a todos os dados de uma campanha presidencial". "Portas abertas para operações de interferência!", acrescentou.

Tentando chegar aos eleitores jovens, a equipa de campanha do presidente norte-americano aproveitou o Super Bowl de domingo, a final do campeonato de futebol norte-americano para lançar no TikTok uma mensagem com um tom bastante humorístico.

"A chegada do presidente ao TikTok ontem (domingo) à noite -- com mais de cinco milhões de visualizações, até agora -- ilustra tanto o nosso compromisso, como o nosso sucesso quando se trata de encontrar formas inovadoras de alcançar os eleitores num ambiente mediático em mudança, fragmentado e cada vez mais individualizado", argumentou o diretor adjunto de campanha, Rob Flaherty, em comunicado.

No vídeo publicado na conta @bidenhq, com o título "hahaha, pessoal", o presidente democrata, de 81 anos, com as mãos nos bolsos e um traje bastante informal, protagoniza uma sessão de perguntas e respostas misturando desporto e política.

Entre as questões estava a pergunta sobre uma conspiração secreta para falsear o jogo e garantir que a estrela da música pop Taylor Swift -- cujo namorado Travis Kelce venceu a final com a equipa Kansas City Chiefs -- pudesse usar a sua fama para apoiar a candidatura do presidente. Biden, em tom de brincadeira, respondeu: "Eu teria problemas se lhe contasse".

Leia Também: Campanha de Biden junta-se ao TikTok (apesar de restrição da Casa Branca)

Recomendados para si

;
Campo obrigatório