Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 14º

Egito condena plano de deslocação de palestinianos de Gaza

O Governo egípcio condenou hoje a deslocação de palestinianos de Gaza, dada a iminente ofensiva terrestre de Israel contra Rafah, obrigando a reforçar a segurança nessa fronteira.

Egito condena plano de deslocação de palestinianos de Gaza
Notícias ao Minuto

15:10 - 12/02/24 por Lusa

Mundo Israel/Palestina

"Rejeitamos categoricamente o deslocamento de palestinianos da Faixa de Gaza", disse o chefe da diplomacia do Egito, Samé Shukri, lembrando que "o nível de destruição e assassínio de civis em Gaza não tem precedentes" e avisando que "a situação em Gaza está a piorar e representa uma violação do Direito Internacional".

"Não podemos aceitar a perda de mais vidas civis na Faixa", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros do Egito, antes de apelar a uma maior entrega de ajuda à população palestiniana do enclave.

Fontes de segurança citadas pela agência noticiosa alemã DPA informaram que o Egito reforçou o destacamento de segurança para a fronteira com Gaza, especialmente na passagem de Rafah, depois de o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, ter revelado que a cidade será palco de uma ofensiva terrestre.

Netanyahu anunciou na sexta-feira que ordenou ao Exército que iniciasse os preparativos para evacuar Rafah, considerado o último refúgio para palestinianos deslocados no enclave e que é a principal porta de entrada da ajuda humanitária na região.

Leia Também: Israel. Hamas ainda tem 130 reféns em seu poder, 112 já foram libertados

Recomendados para si

;
Campo obrigatório