Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 14º

Ucrânia condena destruição de cereais por agricultores polacos

O governo ucraniano condenou hoje a "destruição deliberada" por manifestantes polacos de cereais do seu país destinados à União Europeia na fronteira entre os dois países.

Ucrânia condena destruição de cereais por agricultores polacos
Notícias ao Minuto

13:44 - 12/02/24 por Lusa

Mundo Cereais

O Ministério da Política Agrária da Ucrânia disse, em comunicado, que "condena veementemente" os incidentes de domingo, em que um protesto levou agricultores polacos a despejar na estrada cereais ucranianos, descontentes com o que consideram ser concorrência desleal, bloqueando a fronteira entre os dois países.

Kyiv já pediu ao Governo de Varsóvia para que identifique e puna rapidamente os autores do incidente.

A manifestação em que agricultores polacos despejaram cereais na estrada provocou fortes reações na Ucrânia, país com forte tradição agrícola que enfrenta há dois anos a invasão russa e onde milhões de pessoas morreram em 1932-1933, durante a Grande Fome (Holodomor), promovida pelo regime estalinista.

"Hoje assistimos a uma nova escalada de violência na nossa fronteira comum", denunciou Taras Katchka, vice-ministro da Economia ucraniano e representante comercial do seu país, na rede social Facebook.

"A falta de reação das autoridades polacas à destruição das entregas levará a mais xenofobia e violência política", explicou o vice-ministro, criticando a indiferença de Varsóvia perante o problema.

De acordo com fotos e vídeos divulgados nas redes sociais, agricultores polacos - que começaram na sexta-feira a bloquear várias passagens de fronteira com a Ucrânia - despejaram o conteúdo de vários camiões ucranianos em protesto contra o que consideram uma concorrência desleal.

"Custa muito ver cereais ucranianos na estrada", lamentou a vice-primeira-ministra ucraniana, Iryna Vereshchouk.

Andrii Sadovy, Presidente da Câmara de Lviv - uma cidade no oeste da Ucrânia, perto da Polónia -- classificou este incidente como "vergonhoso", atribuindo-o a "provocadores polacos pró-Rússia".

A Polónia tem estado entre os maiores apoiantes da Ucrânia desde o início da invasão russa, em fevereiro de 2022, mas os atritos sobre a proibição unilateral de Varsóvia às importações de cereais prejudicaram as relações entre estes países aliados.

Nos últimos dias, as autoridades de Varsóvia levantaram a possibilidade de impor novas proibições de importação de produtos agrícolas ucranianos para proteger os seus agricultores.

A Polónia proibiu as importações de cereais ucranianos durante o anterior Governo nacionalista, mas manteve a proibição depois de uma nova coligação pró União Europeia ter chegado ao poder, em outubro de 2023.

Leia Também: Hamas exige mil camiões diários para evitar fome no norte de Gaza

Recomendados para si

;
Campo obrigatório