Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 28º

RDCongo reforça segurança de embaixadas e instalações da ONU em Kinshasa

As autoridades da República Democrática do Congo (RDCongo) reforçaram hoje as medidas de segurança em frente às embaixadas e instalações da ONU, alvos de manifestações há vários dias contra o alegado apoio ocidental ao movimento rebelde M23.

RDCongo reforça segurança de embaixadas e instalações da ONU em Kinshasa
Notícias ao Minuto

11:23 - 12/02/24 por Lusa

Mundo RDCongo

"O Governo decidiu reforçar a segurança nas várias embaixadas e instalações da Monusco" (missão da ONU na RDCongo), anunciou o Ministério do Interior num comunicado divulgado este domingo à noite, no final de uma "reunião urgente de segurança".

No sábado, veículos pertencentes a embaixadas e à ONU foram atacados por manifestantes e o líder da missão da ONU na RDCongo, Bintou Keita, anunciou através da rede social X, antigo Twitter, que vários veículos da Monusco "foram incendiados".

No dia anterior, dezenas de jovens tinham-se manifestado diante das embaixadas de França e do Reino Unido e, no início da semana, diante da embaixada dos Estados Unidos.

"O Governo condena veementemente estes atos de violência totalmente injustificados", acrescenta-se no comunicado oficial, anunciando a abertura de um inquérito.

Esta manhã, a presença policial foi reforçada em vários locais e as escolas estrangeiras foram encerradas, assim como muitas lojas no centro de Kinshasa, onde continuam as marchas de dezenas de jovens e a queima de pneus nas estradas.

Há mais de dois anos que a província oriental do Norte do Kivu é palco de uma rebelião liderada pelo M23 ("Movimento 23 de março") que, com o apoio de unidades do exército ruandês, se apoderou de vastas áreas do território.

Os combates intensificaram-se recentemente em torno de Goma, a capital da província, no leste do país.

Leia Também: Confrontos na RDCongo obrigam 150 mil pessoas a fugir em poucos dias

Recomendados para si

;
Campo obrigatório