Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 26º

Primeiro-ministro britânico enaltece governo da Irlanda do Norte

Rishi Sunak foi questionado sobre os 3.300 milhões de libras disponibilizados por Londres para facilitar esta gestão autónoma, o que descreveu como um "acordo generoso e justo".

Primeiro-ministro britânico enaltece governo da Irlanda do Norte
Notícias ao Minuto

23:02 - 04/02/24 por Lusa

Mundo Reino Unido

O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, visitou hoje a Irlanda do Norte e sublinhou a importância da recuperação das instituições autónomas após o acordo de coligação governamental entre o nacionalista irlandês Sinn Féin e o Partido Democrata Unionista (DUP).

Tal acordo, disse, constitui um "fantástico motivo de otimismo".

"É bom que as pessoas tenham políticos concentrados nas suas prioridades, a começar pelos serviços públicos", disse Rishi Sunak, a partir de Lisburn. "Há muito tempo que não existe um governo autónomo e a funcionar, mas agora temos um e eles podem começar a concentrar-se em governar para todos", defendeu.

Rishi Sunak foi questionado sobre os 3.300 milhões de libras disponibilizados por Londres para facilitar esta gestão autónoma, o que descreveu como um "acordo generoso e justo".

"O mais importante é que seja sustentável. Trata-se de assegurar as contas públicas a longo prazo na Irlanda do Norte. Penso que todos beneficiam com esta abordagem", afirmou.

Rishi Sunak deverá encontrar-se com o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, na capital da Irlanda do Norte, Belfast, na segunda-feira, e reunir-se-á também com as novas primeira-ministra e vice-primeira- ministra da Irlanda do Norte, Michelle O'Neall e Emma Little-Pengelly.

A reunião do primeiro conselho de ministros do novo Governo autónomo da Irlanda do Norte está igualmente prevista para segunda-feira.

A Irlanda do Norte estava sem governo autónomo desde 2022 devido ao boicote do DUP, segundo maior partido, que recusava viabilizar um executivo por discordar dos termos do acordo do Brexit (que ditou a saída do Reino Unido da União Europeia).

Leia Também: Reino Unido disposto a lançar novos ataques contra Huthis

Recomendados para si

;
Campo obrigatório