Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
16º
MIN 8º MÁX 16º

Detido suspeito de múltiplas agressões sexuais e violações nos Camarões

Yaoundé, 31 jan 2024 (Lusa) - Um homem de negócios camaronês, suspeito de múltiplas agressões sexuais e violações, foi detido hoje em Douala, anunciou a emissora estatal CRTV.

Detido suspeito de múltiplas agressões sexuais e violações nos Camarões
Notícias ao Minuto

21:08 - 31/01/24 por Lusa

Mundo Camarões

"Hervé Bopda foi detido esta manhã (...) em Bonabéri. Hervé Bopda é suspeito de ter violado ou agredido sexualmente um grande número de raparigas. Desde o início do processo (...) foram assinados dois mandados de captura. A sua detenção abre caminho ao processo judicial, que será responsável por documentar as provas contra ele".

Na semana passada, a Ordem dos Advogados dos Camarões apelou a uma investigação.

A Comissão dos Direitos Humanos dos Camarões também se pronunciou sobre o caso a 19 de janeiro, em resposta à repercussão que assumiu nas redes sociais, e lamentou, no sábado passado, não ter podido "tratá-lo como deve ser", ou seja, "ouvir as testemunhas" e "confrontar as partes", devido ao anonimato das denúncias.

O Governo também reagiu através da ministra da Promoção da Mulher e da Família, que se congratulou com "o envio do processo às autoridades judiciais competentes com vista ao apuramento dos factos", num comunicado de imprensa divulgado sexta-feira.

Marie-Thérèse Abena Ondoa "encorajou" as vítimas a "quebrarem o silêncio" e a "fornecerem às autoridades judiciárias as informações necessárias para a condução dos processos de apuramento dos factos".

Desde meados de janeiro, mais de 70 testemunhos anónimos com acusações de abuso sexual foram publicados nas redes sociais por um bloguista camaronês.

Uma hashtag (#StopBopda), nascida da onda de indignação na internet, foi desde então utilizada milhares de vezes no X (antigo Twitter), beneficiando em particular da mobilização de artistas, desportistas e influenciadores, com um grande número de seguidores em todo o continente africano.

Leia Também: Camarões. Começou primeira campanha mundial de vacinação contra a malária

Recomendados para si

;
Campo obrigatório