Meteorologia

  • 19 JUNHO 2024
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 21º

Moçambique. Cinco distritos de Cabo Delgado isolados desde sábado

A população de cinco distritos da província moçambicana de Cabo Delgado está isolada, desde sábado à noite, devido ao corte da travessia do rio Napacala na estrada nacional 380 (EN380), em Macomia, disseram as autoridades.

Moçambique. Cinco distritos de Cabo Delgado isolados desde sábado
Notícias ao Minuto

09:23 - 22/01/24 por Lusa

Mundo Moçambique

A situação afeta a população dos distritos de Muidumbe, Nangade, Mueda, Mocímboa da Praia e Palma, norte do país, que não pode viajar por terra, pela EN380, no troço do posto administrativo de Awasse--Macomia e vice-versa, devido ao corte da travessia face à queda excessiva de chuva registada nos últimos dias.

"Quando soube disso fiquei com medo e triste, porque tive de interromper a minha viagem a Nampula para ir comprar mercadoria", explicou à Lusa um comerciante, a partir da sede distrital de Mocímboa da Praia, que se preparava para uma viagem a Nampula onde ia fazer compras para a banca de loiças.

A queda da ponte sobre o rio Napacala, na sede de Macomia, não só colocou em causa a circulação das populações, como também complicou a mobilidade das Forças de Defesa e Segurança que combatem grupos terroristas na região e que se encontram posicionadas a menos de um quilómetro, levando à preocupação dos moradores.

"Não temos saída, o maior medo é como é que os militares que estão lá em cima, na Ceta, vão nos socorrer em caso de uma invasão terrorista", questionou uma idosa de 69 anos, a partir da sede distrital de Macomia.

A Administração Nacional da Estradas (ANE) confirmou, em comunicado, o corte da travessia e explicou que neste momento decorrerem trabalhos para o restabelecimento da circulação de viaturas até 23 de janeiro.

Entretanto, a ligação rodoviária para os distritos do norte poderá alternativamente ser feita através do percurso Sunate-Metoro-Momtepuez-Nairoto--Mueda, acrescentou.

Trata-se de uma via com 200 quilómetros de extensão e das mais movimentadas quando os grupos terroristas, a operar em Cabo Delgado há mais de seis anos, controlavam a EN380, no troço Sunate-Macomia.

Leia Também: Moçambique quer reduzir 13 milhões em situação de pobreza até 2043

Recomendados para si

;
Campo obrigatório