Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 22º

EUA. Inventou que a filha tinha cancro e angariou milhares em donativos

A mulher está agora detida e sujeita a uma caução de 50.000 dólares.

EUA. Inventou que a filha tinha cancro e angariou milhares em donativos
Notícias ao Minuto

18:05 - 12/01/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Uma mulher de 41 anos, natural do Ohio, Estados Unidos, foi detida e está a ser acusada de fingir que a filha, de sete anos, sofria de cancro, para conseguir angariar dinheiro através de donativos.

Nas redes sociais, Pamela Reed terá criado um grupo de apoio, no qual apresentou a filha como uma doente oncológica, que sofria com uma leucemia.

Ao que tudo indica, a mulher terá angariado milhares de dólares na sequência de donativos que eram doados por pessoas e organizações para financiar o alegado tratamento de Addey, avança a KWTX-TV.

A comunidade participou "generosamente nos esforços de angariação de fundos e fizeram contribuições monetárias para ajudar a família a compensar os custos médicos", disse o Gabinete do Xerife do Condado de Noble através de um comunicado.

O caso foi descoberto na escola primária que a menina frequentava, depois de Pamela ter dito que a filha era cega do olho direito.

Desconfiados, os funcionários da escola contactaram um médico e efetuaram um exame oftalmológico à menina, confirmando que a informação era falsa.

O canal de televisão avançou ainda que o profissional de saúde acabou por confirmar que a criança não tinha cancro.

A mulher está agora detida e sujeita a uma caução de 50.000 dólares.

Leia Também: Mulher tratou cancro inexistente durante seis anos devido a erro médico

Recomendados para si

;
Campo obrigatório