Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 20º

Morte em discoteca de português no Luxemburgo? Família nega "acidente"

Estabelecimento e família apresentam versões diferentes sobre o incidente.

Morte em discoteca de português no Luxemburgo? Família nega "acidente"
Notícias ao Minuto

12:35 - 28/12/23 por Notícias ao Minuto

País Luxemburgo

Continuam a surgir novos detalhes sobre a tragédia ocorrida numa discoteca em Pétange, no Luxemburgo, propriedade de um português, depois de um cliente, de 35 anos, morrer na sequência de um confronto com um segurança. Enquanto fonte do estabelecimento alega que se tratou de um acidente, a família da vítima contradiz esta informação.

Recorde-se que, em comunicado, o Ministério Público do Luxemburgo confirmou que a morte ocorreu após "um confronto entre um segurança e um cliente da discoteca", na madrugada de 23 de dezembro. Este último "caiu ao chão de cabeça, e ficou gravemente ferido tendo morrido pouco depois". O estabelecimento onde tudo aconteceu, a discoteca Champs Elysées, é propriedade do português Nuno Sabugueiro que, através das redes sociais, lamentou o sucedido.

Em declarações à estação RTL, um gerente, que não foi identificado, disse que tudo se tratou de "um acidente". "Estava visivelmente bêbado e a incomodar outros clientes. O segurança tentou acalmá-lo, mas não deu certo. Empurrou o segurança, que fez o mesmo para se defender. O cliente caiu e morreu", disse. 

No entanto, o cunhado da vítima contactou a estação, dizendo-se chocado com estas declarações e contradizendo a versão apresentada.

"Não foi um acidente. O meu cunhado é um bom homem que estava sempre pronto para se divertir. Apenas dançou e rasgou a camisola. Aí o segurança deu-lhe um soco na cara. Todos os colegas de trabalho deles testemunharam isto no local", disse. "Mesmo que estivesse bêbado, como disse o gerente na entrevista, deveriam simplesmente tê-lo expulsado e não bater-lhe imediatamente", acrescentou.

Recorde-se que o segurança, um homem, de 57 anos, foi detido e ficou em prisão preventiva, estando acusado de agressão e homicídio involuntário.

A vítima, de 35 anos, era natural de  Longuyon, França, e estava a comemorar o Natal com colegas de trabalho e amigos.

A investigação continua e as autoridades pedem a todos os que tenham informações para que entrem em contacto com a polícia.

Nas redes sociais, o português Nuno Sabugueiro, que estava de férias em Coimbra quando tudo aconteceu, falou numa tragédia. "Infelizmente uma tragédia abateu-se sobre o nosso estabelecimento... por favor quem estava no local que entre em contato com a policia vamos todos colaborar com a polícia... Os meus pêsames a toda família do senhor que faleceu... respeitem a dor de todos nós neste momento tão difícil", escreveu na sua página pessoal de Facebook.

Na página oficial da discoteca também foi feita uma publicação sobre o sucedido, na qual há uma referência à palavra "acidente". "A todos os nossos clientes/amigos peço que se solidarizem com os familiares e amigos do senhor que faleceu no nosso estabelecimento após um acidente que lhe custou a vida. Nós, os proprietários, solidarizamo-nos com a família e todos os amigos e estamos a trabalhar em conjunto com a polícia para descobrir as circunstâncias desta tragédia. Infelizmente não estávamos lá e não sabemos exatamente o que aconteceu", lê-se. "Peço aos clientes que estavam no local no momento desta tragédia que contactem imediatamente a polícia", acrescenta a publicação.

O estabelecimento continua em funcionamento.

Leia Também: Português procurado pela Interpol é apanhado em São Paulo, no Brasil

Recomendados para si

;
Campo obrigatório