Meteorologia

  • 19 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 21º

Belgrado. Oposição pede bloqueio em protesto contra resultados eleitorais

Ativistas da oposição sérvia anunciaram hoje um bloqueio de 24 horas em Belgrado na sexta-feira para protestar contra o que consideram ser uma fraude nas legislativas de 17 de dezembro, ganhas pela direita nacionalista.

Belgrado. Oposição pede bloqueio em protesto contra resultados eleitorais
Notícias ao Minuto

17:02 - 27/12/23 por Lusa

Mundo Belgrado

De acordo com os resultados oficiais, o partido SNS (direita nacionalista) do Presidente sérvio, Aleksandar Vucic, obteve 46% dos votos contra 23,5% da coligação da oposição.

Várias centenas de manifestantes, maioritariamente estudantes, juntaram-se hoje à convocatória da organização Borba (Combate), em frente à Faculdade de Filosofia da Universidade de Belgrado, para exigir uma revisão dos cadernos eleitorais.

"Anunciamos um bloqueio de 24 horas na sexta-feira", declarou o ativista Ivan Bijelic durante a manifestação, citado pela agência francesa AFP.

Segundo a principal coligação da oposição, "Sérvia Contra a Violência", os eleitores sérvios da vizinha Bósnia foram ilegalmente autorizados a votar em Belgrado em 17 de dezembro.

Os observadores internacionais, incluindo os da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), também registaram irregularidades durante a votação, incluindo "compra de votos" e "enchimento de urnas".

Vucic rejeita as acusações de fraude e acusa a oposição de tentar desestabilizar o país.

Segundo Ivan Bijelic, o bloqueio das ruas de Belgrado deverá começar ao meio-dia de sexta-feira (11:00 em Lisboa).

Será levantado no dia seguinte para permitir que os manifestantes se juntem a uma outra manifestação organizada por um grupo de intelectuais, artistas e celebridades.

Desde as eleições, têm-se registado numerosos protestos, com manifestantes a bloquear artérias da capital, pedindo a anulação da votação e a realização de novas eleições.

Um grupo de jovens bloqueou hoje com chamadas a central telefónica do Ministério da Administração Pública da Sérvia, no âmbito dos protestos da oposição contra a alegada fraude nas eleições de há dez dias.

Os jovens distribuíram folhetos com os números de telefone e os 'e-mails' do ministério aos transeuntes, convidando-os a juntarem-se ao protesto, segundo uma emissora local citada pela agência espanhola EFE.

No domingo à noite, manifestantes tentaram entrar na Câmara Municipal de Belgrado, partindo janelas, antes de serem repelidos pela polícia.

Um tribunal de Belgrado anunciou que quatro manifestantes detidos no domingo vão permanecer em detenção por mais 30 dias, acusados de "comportamento violento durante uma reunião pública".

Seis outras pessoas encontram-se em prisão domiciliária sob as mesmas acusações e uma foi libertada, anunciou o tribunal.

Sete manifestantes detidos, que se declararam culpados, foram condenados a penas de prisão suspensas até seis meses e a multas de 20.000 dinares sérvios (171 euros) cada um.

Na terça-feira, a oposição sérvia anunciou que vai boicotar a nova votação marcada para sábado em 30 assembleias de voto do país, considerando que a repetição é insuficiente para aceitar o resultado global das legislativas de 17 de dezembro.

Leia Também: Polícia sérvia intervém em protesto contra resultado das eleições gerais

Recomendados para si

;
Campo obrigatório