Meteorologia

  • 03 MARçO 2024
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Número de travessias irregulares para a UE é o mais alto desde 2016

O número de travessias irregulares para o território europeu este ano foi o mais alto desde 2016 e ultrapassou os 355.000 nos primeiros 11 meses de 2023, anunciou hoje a Frontex.

Número de travessias irregulares para a UE é o mais alto desde 2016
Notícias ao Minuto

13:41 - 11/12/23 por Lusa

Mundo Migrações

De acordo com Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (Frontex), houve um aumento de 17% no número de pessoas que tentaram entrar irregularmente no espaço dos Estados-membros da União Europeia (UE), para um total de 355.300.

"Este valor já é maior do que o número total de entradas irregulares na UE em 2022 e o maior número desde 2016", dá conta a Frontex, em comunicado.

A rota do Mediterrâneo Central verificou um aumento de 61% entre janeiro e novembro (152.211).

O número de pessoas provenientes da rota da África Ocidental foi o que mais cresceu em comparação com o ano anterior e a Frontex contabilizou 32.400, o número mais elevado desde 2009 nesta rota.

Só em novembro houve um aumento de 500% no número de travessias pela rota da África Ocidental em comparação com o mês homólogo de 2022.

Contudo, em termos gerais, houve menos 20.000 travessias irregulares em novembro deste ano do que no mesmo mês em 2022.

Entre outubro e novembro houve uma diminuição na generalidade das rotas migratórias, ainda que a Frontex não especifique.

Leia Também: EUA acusa Pequim de "ações perigosas e ilegais" no mar do Sul da China

Recomendados para si

;
Campo obrigatório