Meteorologia

  • 03 MARçO 2024
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 16º

Família alemã de seis pessoas de visita a Gaza morre em bombardeamentos

Uma família alemã, pais e quatro filhos, que se encontrava de visita a Gaza foi morta por bombardeamentos israelitas no final de outubro, noticiou hoje a agência espanhola EFE citando a comunicação social alemã.

Família alemã de seis pessoas de visita a Gaza morre em bombardeamentos
Notícias ao Minuto

13:03 - 10/12/23 por Lusa

Mundo Israel/Palestina

Trata-se do primeiro caso relatado de cidadãos alemães mortos na Faixa de Gaza desde o início da guerra entre Israel e o grupo islamita palestiniano Hamas, em 07 de outubro.

As vítimas foram identificadas como Yousef Abujadallah, a sua mulher Ayah e os quatro filhos - o mais velho, de 10 anos, e o mais novo, de poucos meses - pelo Süddeutsche Zeitung, que afirmou ter tido acesso às certidões de óbito.

Abujadallah era anestesista e tinha viajado para Gaza com a família antes de aceitar um novo emprego em Dortmund (centro da Alemanha), mas os seis ficaram presos no local após os ataques de 07 de outubro.

Foram mortos por bombardeamentos israelitas em 25 de outubro, quando se encontravam em casa de um familiar, segundo as fontes citadas pela EFE.

O Ministério Público alemão, que abriu um processo sobre a morte de cidadãos germano-israelitas pelo Hamas, confirmou ao Süddeutsche Zeitung ter conhecimento do caso.

Disse, no entanto, que não há qualquer indício de um crime sob a sua jurisdição.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros alemão também confirmou a morte de cidadãos alemães na Faixa de Gaza, mas não fez qualquer declaração oficial sobre o assunto.

Os primeiros alemães puderam deixar Gaza em direção ao Egito no início de novembro, depois de intensas negociações que levaram ao levantamento do bloqueio à saída de estrangeiros através da passagem de Rafah.

Os ataques israelitas em Gaza causaram a morte de pelo menos 17.700 palestinianos desde o início da guerra, em 07 de outubro, na sequência de um ataque surpresa do Hamas a Israel que matou mais de 1.200 pessoas em solo israelita.

Leia Também: Israel lança ataque total às posições do Hezbollah no sul do Líbano

Recomendados para si

;
Campo obrigatório