Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 16º

Atira pedido de comida… e é condenada a trabalhar em restaurante

A mulher foi condenada a 180 dias de prisão, 90 desses em pena suspensa. E, para encurtar a sua estadia por outros 60 dias, o juiz propôs que a arguida trabalhasse pelo menos 20 horas semanais num restaurante de fast food.

Atira pedido de comida… e é condenada a trabalhar em restaurante
Notícias ao Minuto

17:45 - 06/12/23 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Uma mulher condenada por ter atirado o seu pedido de comida à cara de uma funcionária de um restaurante Chipotle, no estado norte-americano do Ohio, terá de trabalhar dois meses num restaurante de fast food, para cumprir a pena.

Rosemary Hayne, de 39 anos, recebeu a sentença na terça-feira, tendo sido severamente repreendida pelo juiz Timothy Gilligan, do Tribunal Municipal de Parma.

"Não recebeu a sua ‘burrito bowl’ como gosta e é assim que responde? Isto não é as ‘Real Housewives of Parma’. Este comportamento não é aceitável", considerou o responsável, citado pela FOX 8.

Hayne pediu desculpa à vítima, Emily Russell, de 26 anos, mas ressalvou que não tinha ficado satisfeita com o serviço.

"Se lhe mostrasse o aspeto da minha comida e o aspeto da minha comida uma semana depois, naquele mesmo restaurante, [veria como] era nojento", argumentou.

"Aposto que não ficará feliz com a comida que receberá na prisão", replicou o juiz.

A mulher foi condenada a 180 dias de prisão, 90 desses em pena suspensa. E, para encurtar a sua estadia por outros 60 dias, o juiz propôs que Hayne trabalhasse pelo menos 20 horas semanais num restaurante de fast food, o que a arguida aceitou

"Porque é que os contribuintes deveriam pagar e alimentá-la durante 90 dias na prisão, se posso ensinar-lhe empatia? Também espero que isto dissuada outras pessoas deste tipo de comportamento", ponderou o juiz.

A vítima, por seu turno, teve de deixar o seu emprego devido ao trauma, mas considerou que a sentença foi justa.

"Não levou uma palmadinha nas costas", disse.

Leia Também: Passageiros presos em comboio Eurostar durante mais de 7 horas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório