Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Grávida de feto com doença grave recorre a tribunal para abortar no Texas

Kate Cox está grávida de 20 semanas, mas feto foi diagnosticado com Síndrome de Edwards. "Não se trata de saber se vou ter de dizer adeus ao meu bebé, mas sim quando", lamentou.

Grávida de feto com doença grave recorre a tribunal para abortar no Texas
Notícias ao Minuto

10:08 - 06/12/23 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Kate Cox está grávida de 20 semanas e o feto foi diagnosticado com Síndrome de Edwards, também conhecida como Trissomia 18, uma doença que não é compatível com a vida. A mulher, de 31 anos, decidiu colocar termo à gravidez, mas vive no Texas - um dos 13 Estados norte-americanos que proíbe o aborto - e, por isso, teve de recorrer à decisão de um tribunal.

Segundo a Sky News, Kate, que já tem dois filhos, deu início a um processo judicial em Austin, capital do Texas, para obter uma ordem que permita a um médico efetuar o aborto sem ser processado.

Os documentos entregues em tribunal alegam que o bebé de Kate será, provavelmente, um nado-morto ou viverá no máximo uma semana. Os médicos indicaram ainda que a mulher teria de fazer uma terceira cesariana se continuasse com a gravidez, o que colocaria em risco a sua capacidade de ter mais filhos. 

"Não se trata de saber se vou ter de dizer adeus ao meu bebé, mas sim quando", afirmou a mulher, citada pela Sky News. "Estou a tentar fazer o que é melhor para o meu bebé e para mim, mas o Estado do Texas está a fazer-nos sofrer a ambos".

Sublinhe-se que o Texas é dos estados norte-americanos com mais restrições em relação ao aborto, tendo, ainda antes da revogação do direito federal ao aborto, proibido a sua prática após as seis semanas de gestação.

Leia Também: Rússia combate aborto para enfrentar crise demográfica no país

Recomendados para si

;
Campo obrigatório