Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2024
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 18º

Situação na Ucrânia pode piorar. NATO deve preparar-se, diz Stoltenberg

"As guerras desenvolvem-se por fases. Mas temos de apoiar a Ucrânia tanto nos bons como nos maus momentos", referiu o secretário-geral da NATO.

Situação na Ucrânia pode piorar. NATO deve preparar-se, diz Stoltenberg
Notícias ao Minuto

11:56 - 03/12/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Ucrânia

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os membros da Aliança devem preparar-se para a possibilidade de receberem más notícias da Ucrânia, numa entrevista à televisão ARD.

Quando questionado sobre se temia que a situação na Ucrânia piorasse nos próximos tempos, Stoltenberg afirmou que "deveríamos estar preparados para más notícias". "As guerras desenvolvem-se por fases. Mas temos de apoiar a Ucrânia tanto nos bons como nos maus momentos", referiu.

Segundo a agência TASS, Jens Stoltenberg fez ainda um comentário sobre a indústria de armamento europeia e afirmou que os países devem aumentar a produção de munições e armamento. Para Stoltenberg é também importante não permitir a subida dos preços, num momento em que a procura aumentou.

O secretário-geral da NATO afirmou que a Ucrânia está numa “situação crítica”, mas recusou-se a recomendar a Kyiv o que deveria fazer. “Vou deixar que os ucranianos e os militares tomem essas difíceis decisões operacionais”, disse.

A Rússia lançou a 24 de fevereiro de 2022 uma ofensiva militar na Ucrânia que causou, de acordo com dados da ONU, a pior crise de refugiados na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) e fez nos últimos 21 meses um elevado número de vítimas não só militares como também civis, impossíveis de contabilizar enquanto o conflito decorrer.

A invasão - justificada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, com a necessidade de "desnazificar" e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia - foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

Leia Também: NATO saúda o acordo de tréguas temporárias entre Israel e o Hamas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório