Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 14º

Ministro francês ilibado de abuso de poder num caso sem precedentes

Um tribunal especial ilibou o Ministro da Justiça francês, acusado de conflito de interesses e abuso de poder, declarando-o inocente de usar o seu cargo para disputas privadas, numa situação inédita em França.

Ministro francês ilibado de abuso de poder num caso sem precedentes
Notícias ao Minuto

15:46 - 29/11/23 por Lusa

Mundo Éric Dupond-Moretti

Eric Dupond-Moretti, em tempos um advogado de renome, foi acusado de abusar do seu cargo para abrir investigações contra magistrados que o investigavam a ele, aos seus amigos e antigos clientes.

O veredito marcou uma vitória política para Dupond-Moretti, que negou ter cometido qualquer ato ilícito, recusando-se a apresentar demissão antes e durante o julgamento, que durou duas semanas.

O Ministro foi julgado pelo Tribunal de Justiça da República, responsável por julgar irregularidades cometidas pelo Governo.

O caso foi apreciado por três magistrados de carreira, acompanhados por 12 deputados, seis da Câmara dos Deputados e seis do Senado, sendo necessário uma maioria de oito votos para decidir o resultado do julgamento.

É a primeira vez que um ministro é julgado em França durante o exercício das suas funções por ações praticadas na qualidade de ministro, segundo historiadores de Direito.

Dupond-Moretti retirou-se do tribunal sem comentar, minutos após ter ouvido o veredicto.

A advogada de defesa, Jacqueline Laffont, expressou estar "satisfeita" e uma "enorme emoção" com a decisão, que disse mostrar que o seu cliente "foi acusado injustamente durante três anos".

"Para nós é, antes de mais, a consagração de uma cruzada judicial. É a vitória do Direito e a vitória da separação de poderes", disse Laffont.

"O Direito e a Justiça trinfaram", acrescentou.

Leia Também: MP pede um ano de prisão contra o ministro da justiça francês

Recomendados para si

;
Campo obrigatório