Meteorologia

  • 24 FEVEREIRO 2024
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 15º

Borrell reconhece importância da Turquia mas avisa que há pontos a resolver

O alto representante da Política Externa da União Europeia (UE) defendeu hoje que a Europa quer desenvolver uma "relação benéfica" com a Turquia, que classifica como um parceiro importante, mas avisou que existem alguns pontos a trabalhar.

Borrell reconhece importância da Turquia mas avisa que há pontos a resolver
Notícias ao Minuto

11:43 - 29/11/23 por Lusa

Mundo Josep Borrell

"A União Europeia tem um interesse estratégico em desenvolver uma relação benéfica com a Turquia, no sentido de manter um contexto seguro e estável no Mediterrâneo Oriental", afirmou Josep Borrell, em conferência de imprensa, que decorre em Bruxelas.

Borrell, que fazia um ponto de situação sobre as relações políticas e económicas com aquele país, vincou que a Turquia é "um parceiro extremamente importante" para a União Europeia.

A primeira avaliação de Bruxelas sobre as relações com a Turquia ocorreu na primavera de 2021, durante um "período atribulado" nas relações entre a UE e o país.

"Assistimos a uma atitude construtiva por parte da Turquia em relação a alguns temas, mas há questões em aberto que temos que resolver, como a questão [de migração] no Chipre, que é extremamente importante", ressalvou.

O alto representante da Política Externa lembrou que a UE quer reforçar a sua segurança e, neste âmbito, Bruxelas está interessada em desenvolver uma "parceria benéfica" entre as duas partes.

A Turquia é candidata à adesão à UE, um processo que se encontra "num empasse", notou Borrell, esclarecendo que o novo relatório sobre as relações com aquele país não vai interferir no processo.

Bruxelas quer que as relações com a Turquia avancem de forma "irreversível, faseada e proporcionada", passos que dependem das condicionalidades estipuladas pelo Conselho Europeu, em 2021.

"Reafirmamos a nossa determinação em defender os interesses da UE e dos Estados-membros, bem como em assegurar a estabilidade regional [...]. Trata-se de garantir um contexto seguro e estável no mediterrâneo oriental", sublinhou.

Neste âmbito, é assim necessário resolver a questão das migrações no Chipre e "manter uma boa vizinhança com a Grécia".

A UE quer também que a Turquia resolva um conjunto de questões comerciais "que estão a suscitar problemas" e que coopere em matéria de sanções contra a Rússia.

Leia Também: Borrell rejeita que críticas a Israel sejam vistas como antissemita

Recomendados para si

;
Campo obrigatório