Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 14º

Ataque de artilharia russa mata duas mulheres e criança em Sumi

Um ataque russo com artilharia na região de Sumi, no nordeste da Ucrânia, matou duas mulheres e uma menina de sete anos ao meio-dia de hoje, divulgou o Ministério Público ucraniano em comunicado.

Ataque de artilharia russa mata duas mulheres e criança em Sumi
Notícias ao Minuto

16:08 - 28/11/23 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

O ataque teve lugar por volta das 12h30 locais (10h30 em Lisboa) e danificou cinco casas particulares no município de Seredina-Buda, que se localiza na fronteira com a Rússia.

"Debaixo dos escombros, encontram-se os corpos de duas mulheres e de dois homens feridos", declarou o Ministério Público.

A menina de sete anos ficou ferida quando estava com um familiar dentro de um carro e morreu pouco depois no hospital.

O Ministério Público está a investigar o caso como uma violação das leis da guerra.

Apesar de não ter uma frente aberta no seu território, a região de Sumi é regularmente atacada por artilharia a partir do território da Federação Russa.

Na segunda-feira, as forças russas lançaram ataques de artilharia contra 130 aldeias em sete regiões entre as províncias de Sumi e Kherson, no sul da Ucrânia, de acordo com um relatório divulgado hoje pelo Estado-Maior ucraniano.

O Estado-Maior ucraniano defendeu que o objetivo destas ações de sabotagem é forçar Kiev a manter tropas nas zonas atingidas, para evitar que reforcem a linha da frente da guerra com a Rússia.

A ofensiva militar lançada a 24 de fevereiro de 2022 pela Rússia na Ucrânia foi justificada pelo Presidente russo com a necessidade de "desnazificar" e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com o envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

Leia Também: Finlândia encerra totalmente fronteira com Rússia durante duas semanas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório