Meteorologia

  • 03 MARçO 2024
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 15º

Países Baixos. Wilders nomeia ex-ministro para analisar coligações

O líder do partido de extrema-direita vencedor das eleições nos Países Baixos, Geert Wilders, nomeou um ex-ministro do Partido Trabalhista para analisar possíveis coligações, um dia após a demissão do primeiro candidato por alegações de fraude.

Países Baixos. Wilders nomeia ex-ministro para analisar coligações
Notícias ao Minuto

16:04 - 28/11/23 por Lusa

Mundo Países Baixos

Ronald Plasterk foi escolhido após uma reunião como representante no diálogo com vários líderes políticos sobre possíveis coligações na formação de um governo.

Wilders disse ainda que o seu Partido para a Liberdade (PVV), conhecido pelas suas políticas anti-Islão e anti-imigração, é "para todos".

"O PVV é um partido muito popular. O maior dos Países Baixos e 2,4 milhões de pessoas votaram em nós", destacou Wilders.

Wilders afirmou que o partido representa pessoas de todos os níveis de educação, holandeses nativos e imigrantes, "trabalhadores, reformados, jovens e idosos. Da cidade e do campo. O PVV é para todos".

A presidente da Câmara baixa do parlamento holandês, Vera Bergkamp, confirmou que a grande maioria dos líderes do partido aprovou Plasterk, assegurando ter "amplo apoio político".

Wilders considerou Plasterk um "espírito criativo", com experiência política, mas afastado da cena política atual.

Face à vitória eleitoral de Wilders, Plasterk comentou num jornal que "é muito saudável para uma democracia que, por vezes, haja uma mudança de guarda".

O Partido Popular para a Liberdade e a Democracia (VVD), de centro-direita, frisou que não se irá juntar à próxima coligação governamental.

Plasterk acrescentou que o partido VVD se deveria sentar à mesa das conversações com o PVV de Wilders e os dois outros vencedores políticos, - o Novo Contrato Social e o Movimento dos Agricultores Cidadãos - para discutir um possível governo de quatro partidos.

Apesar do VVD ter liderado as últimas quatro coligações e ser o partido do primeiro-ministro destituído, Mark Rutte, perdeu 10 dos seus lugares na Câmara baixa do parlamento, nas eleições de 22 de novembro.

As negociações entre Plasterk e os líderes partidários terão início quase de imediato.

Ronald Plasterk irá apresentar um relatório aos legisladores recém-eleitos no início do próximo mês, para orientar um debate previsto para 07 de dezembro.

A próxima fase do processo de formação da coligação terá lugar quando os potenciais parceiros se reunirem para discutir um pacote de medidas para a próxima legislatura de quatro anos.

Leia Também: Países Baixos. Membro do partido vencedor demite-se após alegada fraude

Recomendados para si

;
Campo obrigatório