Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

Kremlin admite prática de censura de Estado em "tempos de guerra"

O Kremlin defendeu hoje que em "tempos de guerra" são necessárias "medidas duras" e "alguma censura", em defesa das medidas tomadas desde o início da agressão militar contra a Ucrânia e que resultam na perseguição de dissidentes.

Kremlin admite prática de censura de Estado em "tempos de guerra"
Notícias ao Minuto

11:00 - 17/11/23 por Lusa

Mundo Kremlin

"Estes são tempos difíceis", disse o porta-voz da Presidência russa, Dmitri Peskov, a um canal de notícias académico, citado pelas agências noticiosas oficiais.

"Em tempos de guerra, deve haver uma certa censura e certas regras que seriam inaceitáveis em tempos normais e pacíficos", acrescentou.

Peskov aconselhou aqueles que querem especular e criticar a atividade das Forças Armadas russas a "pensarem dez vezes" antes de levantarem quaisquer opiniões, admitindo também que - para as autoridades - não existe uma linha clara sobre quais os comentários que são aceitáveis ou inaceitáveis.

Considerou "muito difícil" que os exilados que "tentam desacreditar" o país regressem à Rússia, porque "as pessoas não os vão aceitar".

Sobre o futuro político do atual presidente, Vladimir Putin, o porta-voz deu como certo que vai concorrer às eleições de março, não tendo "qualquer dúvida" de que vai ganhar.

Putin ainda não oficializou uma candidatura que já é dada como certa por todos os partidos, dadas as alterações legais que foram efetuadas para permitir a permanência do líder no poder.

Peskov disse ainda que quem vier depois de Putin deve ser "como ele", num apoio indireto às políticas atuais.

Leia Também: "Putin está sempre aberto a conversações orientadas para resultados"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório