Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 17º

Jornalista terá recebido dinheiro de russos para escrever livros de Putin

Um premiado jornalista alemão terá recebido pelo menos 600 mil euros indiretamente ligados a um oligarca russo para dar uma imagem favorável a Vladimir Putin nos seus livros.

Jornalista terá recebido dinheiro de russos para escrever livros de Putin
Notícias ao Minuto

00:18 - 16/11/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Alemanha

O premiado jornalista alemão Hubert Seipel terá recebido pelo menos 600 mil euros em pagamentos offshore ligados a oligarcas russos para financiar dois livros sobre o presidente da Rússia, Vladimir Putin. A Hoffmann und Campe, responsável pela publicação dos livros, já anunciou que vai deixar de os vender.

Segundo a agência de notícias The Associated Press (AP), que cita o jornal alemão Der Spiegel e a televisão pública alemã ZDF, Seipel terá aceitado dinheiro indiretamente ligado a um oligarca russo para dar uma imagem favorável de Putin nos livros

As alegações baseiam-se em informações dos registos de dados financeiros do Cyprus Confidential que foram divulgados ao Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação.

Em causa estão os livros 'Putin's Power' e 'Putin. Interior views of a power', publicados em 2021 e 2015, respetivamente. 

Em 2012, o jornalista fez um documentário sobre Putin em colaboração com a televisão alemã NDR, tendo também transmitido várias das suas entrevistas ao presidente russo.

Seipel negou ter recebido dinheiro de terceiros para a realização de filmes ou entrevistas televisivas, mas terá reconhecido que recebeu apoio para livros

Num comunicado, a NDR afirmou que "Seipel admitiu à NDR que recebeu dinheiro de Alexey Mordashov através de dois 'contratos de patrocínio' em 2013 e 2018 e explicou que era para dois projetos de livros".

Mordashov é um importante oligarca russo, sendo acionista e presidente da Severstal, a maior empresa siderúrgica e de mineração da Rússia. Após a invasão russa da Ucrânia, em 2022, entrou na lista de sanções dos Estados Unidos, União Europeia e Reino Unido.

Leia Também: Ataques russos com mísseis causam mortos em Donetsk e Zaporíjia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório