Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 24º

Inteligência israelita envolvida na detenção de dois membros do Hezbollah

Israel disse hoje que os seus serviços de inteligência participaram na operação que culminou com a detenção, em São Paulo, de duas pessoas ligadas à milícia xiita libanesa Hezbollah, que alegadamente preparavam ataques contra a comunidade judaica.

Inteligência israelita envolvida na detenção de dois membros do Hezbollah
Notícias ao Minuto

21:47 - 08/11/23 por Lusa

Mundo Brasil

Membros da Mossad israelita, juntamente com outras agências de segurança internacionais, trabalharam com as forças brasileiras e "frustraram um ataque terrorista no Brasil, que tinha sido planeado pela organização terrorista Hezbollah", segundo um comunicado do governo israelita.

"Tratava-se de uma rede extensa que operava também noutros países" e que pretendia "levar a cabo um ataque contra alvos israelitas e judeus no Brasil", acrescentou.

Hoje, a Polícia Federal brasileira fez buscas em 11 casas nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Brasília, e deteve duas pessoas em São Paulo ligadas ao Hezbollah.

Os detidos, cujas identidades não foram reveladas, serão acusados dos crimes de filiação a uma organização terrorista e de atos preparatórios de terrorismo, cujas penas máximas são de 15 anos e seis meses de prisão.

Os alegados membros do Hezbollah estavam a tentar recrutar brasileiros para perpetrarem ataques contra a comunidade judaica, disseram fontes policiais que pediram anonimato.

Desde que Israel declarou guerra ao grupo islâmico palestiniano Hamas na Faixa de Gaza, o Hezbollah e outras milícias pró-palestinianas no sul do Líbano têm-se envolvido em fogo cruzado com as forças israelitas, desencadeando a maior escalada desde 2006 na zona fronteiriça.

O Hezbollah está presente no Brasil, na região da tríplice fronteira com o Paraguai e a Argentina, há pelo menos três décadas, enquanto o Brasil abriga grandes comunidades judaicas e de descendentes de libaneses.

Israel colocou os seus cidadãos e judeus de todo o mundo em alerta para possíveis ataques contra eles no contexto da guerra com o Hamas, que já deixou mais de 1.400 mortos do lado israelita e mais de 10.500 na Faixa de Gaza.

Leia Também: Operação contra membros do Hezbollah que planeavam ataques no Brasil

Recomendados para si

;
Campo obrigatório