Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2024
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 14º

Mais de 600 pessoas foram executadas no Irão desde o início do ano

Mais de 600 pessoas foram executadas no Irão desde o início do ano, o número anual mais elevado desde há oito anos, quando ainda faltam dois meses para este acabar, disse hoje uma organização de defesa dos direitos humanos.

Mais de 600 pessoas foram executadas no Irão desde o início do ano
Notícias ao Minuto

23:54 - 03/11/23 por Lusa

Mundo Irão

O grupo Iran Human Rights (IHR) [Direitos Humanos no Irão], baseado na Noruega, e outras organizações acusaram o Irão de utilizar a pena capital como meio de semear o medo, depois das manifestações motivadas pela defesa dos direitos das mulheres que abalaram o país durante vários meses, a partir de setembro de 2022.

"A comunidade internacional deve reagir a mais de 60 execuções em 10 meses, o que são dois assassínios pelo Estado por dia", disse o diretor da IHR, Mahmood Amiry-Moghaddam.

"O silêncio é um consentimento indireto a estes crimes", acrescentou, salientando que o Irão tinha assumido a presidência do Fórum Social do Conselho dos Direitos do Homem das Nações Unidas, no início da semana.

As 604 execuções recenseadas pela IHR excedem as 582 registadas em 2022 e a quantidade mais elevada desde 2015, quando se verificaram 972 execuções.

Leia Também: Variedade de crimes puníveis com morte no Irão preocupa Comité da ONU

Recomendados para si

;
Campo obrigatório