Meteorologia

  • 20 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 20º MÁX 28º

Bullying terá levado jovem espanhol ao limite? "Não aguentei mais"

O jovem, que sofre do síndrome de Asperger, não ofereceu resistência ao ser detido. 

Bullying terá levado jovem espanhol ao limite? "Não aguentei mais"
Notícias ao Minuto

19:23 - 28/09/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

"Não aguentei mais. Explodi." A frase terá sido pronunciada pelo menor de 14 anos quando foi detido na manhã de quinta-feira por agentes da polícia nacional espanhola numa escola em em Jerez de la Frontera, em Espanha. Esfaqueou três professores e dois alunos.

O jovem, que segundo o El Espanhol, sofre do síndrome de Asperger, não ofereceu resistência ao ser detido. 

Na manhã de quinta-feira chegou atrasado, algo incomum. Sentou-se numa das primeiras filas, abriu a mochila, tirou duas facas, levantou-se da cadeira, caminhou alguns metros e esfaqueou um colega.

Ao mesmo jornal, um aluno alegou que, apesar das constantes piadas feita sobre o jovem, ninguém o agredia fisicamente. “Vejamos, faziam piadas com ele e riram dele. Mas não lhe bateram nem nada parecido. Não foi bullying” , disse.

Contudo, o jornal refere que, na quarta-feira, o jovem foi vítima de um ataque de vários colegas: atiraram-lhe água. “Ele estava sempre sozinho no pátio, nos corredores... e riam dele”, diz outro aluno.

Após o sucedido, e encharcado, apenas um colega se preocupou com o menor, perguntando-lhe se ele estava bem. "Ele respondeu que amanhã (hoje) era melhor não ir à aula", acrescentou. 

No ataque desta quinta-feira, uma docente ficou ferida num olho, tendo sido dada como ferido grave. Em conferência de imprensa, o porta-voz da polícia, Adrián Bezares, confirmou que este é o caso mais grave, embora não haja risco de a docente perder a visão.

Por seu turno, um aluno, que foi considerado ferido leve, já teve alta hospitalar.

Leia Também: Aluno de 16 anos espanca colega de 13 em escola da Amadora

Recomendados para si

;
Campo obrigatório