Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 20º

Secretário da Defesa dos EUA em África para reforçar ajuda externa

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, iniciou no domingo a sua primeira viagem a África no Djibuti, na base militar permanente norte-americana, e que inclui Angola, para "reafirmar um compromisso duradouro com a região". 

Secretário da Defesa dos EUA em África para reforçar ajuda externa
Notícias ao Minuto

14:30 - 25/09/23 por Lusa

Mundo Lloyd Austin

"As nossas tropas destacadas em Camp Lemonnier [no Djibuti] estão a trabalhar arduamente e a ajudar a garantir a segurança regional com os nossos parceiros em África", afirmou hoje o secretário da Defesa na sua conta da rede social X (antigo Twitter), depois da visita à base militar.

Durante a viagem a Luanda, Lloyd Austin irá focar-se "na construção de relações de defesa mais fortes e na exploração de caminhos para uma maior cooperação militar entre militares entre os EUA e Angola", destacou o Departamento de Defesa em comunicado.

Esta presença do representante norte-americano ao continente africano tem também como objetivo a discussão de "soluções lideradas por africanos para desafios de segurança mútuos e sublinhar a importância das parcerias dos Estados Unidos no continente".

O Secretário da Defesa dos Estados Unidos da América (EUA) reuniu-se no domingo com o Presidente do Djibuti, Ismail Omar Guelleh, e com o Presidente da Somália, Hassan Sheik Muhamud.

"Discutimos os nossos esforços partilhados para combater [o grupo terrorista] Al-Shebab e reconheci a coragem e o sacrifício do povo somali enquanto trabalhamos em conjunto para enfrentar os desafios que se avizinham", referiu Austin no X, a propósito das suas conversações com o líder somali.

O Presidente do Djibuti falou também sobre o Al-Shebab, tendo um dos principais assuntos discutidos sido o apoio do país africano à Missão de Transição da União Africana na Somália (ATMIS), que está a apoiar as tropas somalis na sua luta contra o grupo terrorista.

Austin também agradeceu a Guelleh pela "liderança do seu país e pela parceria de segurança efetiva e de longa data" entre o Djibuti e os EUA, de acordo com um comunicado do departamento de Defesa norte-americano.

Os EUA - tal como a China, a França e o Japão - têm uma base militar permanente no estratégico Djibuti, entre o Mar Vermelho e o Golfo de Aden.

O Secretário da Defesa dos EUA deverá também deslocar-se esta semana ao Quénia.

Leia Também: Lloyd Austin em Angola durante viagem a África para reforçar parcerias

Recomendados para si

;
Campo obrigatório