Meteorologia

  • 22 JULHO 2024
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 38º

Biden elogia a rapidez e eficácia de Marrocos na gestão do terramoto

O Presidente dos Estados Unidos Joe Biden felicitou hoje o rei Mohammed VI de Marrocos pela "rapidez e eficácia" com que o país do Magrebe geriu as consequências do terramoto que causou quase 3.000 mortes.

Biden elogia a rapidez e eficácia de Marrocos na gestão do terramoto
Notícias ao Minuto

22:28 - 18/09/23 por Lusa

Mundo Marrocos

O gabinete real marroquino divulgou em comunicado que Biden expressou as suas condolências pessoais, do seu povo e do seu Governo ao monarca, durante uma conversa telefónica.

O chefe de Estado norte-americano destacou a capacidade de reação de Marrocos, que implementou um plano de ação múltiplo para ajudar as vítimas, abrigar os afetados, restaurar serviços básicos e reconstruir infraestruturas danificadas, pode ler-se na nota.

Biden também ofereceu ao rei Mohammed VI a ajuda e o apoio necessários para enfrentar esta catástrofe.

A Casa Branca também divulgou um comunicado a realçar que Biden apresentou ao rei Mohammed VI as suas condolências pela perda de vidas e reafirmou a relação profunda entre Marrocos e os Estados Unidos.

A presidência norte-americana sublinhou ainda que foi também analisada a assistência que os EUA forneceram a Marrocos em resposta ao desastre, incluindo o milhão de dólares anunciado na semana passada pela Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (USAID) para organizações que oferecem abrigo, assistência alimentar, serviços de saúde e saúde mental às pessoas afetadas.

Após o terramoto, Marrocos aceitou ajuda humanitária de Espanha, Reino Unido, Emirados Árabes Unidos e Qatar, embora não tenha descartado pedir apoio a outros países.

O abalo, que ocorreu na noite de 08 para 09 de setembro na província de Al-Haouz, a sul de Marraquexe, fez 2.946 mortos e 5.674 feridos, segundo os últimos números oficiais publicados na semana passada.

O terramoto atingiu a magnitude 07, segundo o Centro Marroquino de Investigação Científica e Técnica (6,8 segundo o USGS, organismo norte-americano).

Tratou-se do sismo mais forte alguma vez registado em Marrocos.

Leia Também: Milhares de estudantes regressam às aulas em Al-Haouz, no sul de Marrocos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório