Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 25º

Com ligações à extrema-direita e religiosa. Eis a família de Émile

As autoridades lançaram um apelo para que qualquer pessoa que possa ter visto o menino entre em contacto com a polícia.

Com ligações à extrema-direita e religiosa. Eis a família de Émile
Notícias ao Minuto

10:23 - 17/07/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Desaparecimento

Émile, desaparecido há quase uma semana, tem apenas dois anos e meio. O caso tem estado envolto em bastante mistério e, à medida que o tempo passa, novos dados sobre a família são conhecidos. 

Aquando do desaparecimento, noticiou-se que os pais da criança estariam em casa, perto de Marselha, a cerca de 200 quilómetros da aldeia onde residem os avós paternos de Êmile, de onde o menino desapareceu. 

Mas, afinal, o pai do menino, um homem de 26 anos, não só estava na aldeia como participou das primeiras buscas para tentar encontrar a criança.

Na passada quarta-feira, a BFMTV - citando fonte próxima da investigação - avançou que estava a decorrer uma reunião familiar com a presença de uma dúzia de familiares, incluindo vários menores.

Citados pela MarieFrance, alguns voluntários contam que Colomban S., engenheiro, nunca mostrou uma atitude emocional, reação que contrasta com o avô da criança, que chorava sem parar.

Já segundo o Mirror, as ligações políticas à extrema-direita dos pais do menino francês estão a ser investigadas. O pai do menino esteve ligado ao grupo Bastião Social de Marselha, um movimento político já dissolvido, mas que tinha como principal objetivo a defesa do nativismo e da remigração.

Colomban chegou a ser presente a tribunal, em 2018, por ter sido acusado, juntamente com outros membros do grupo, de espancar dois jovens em Marselha. Terá sido um ataque racista. 

A família, extremamente religiosa, tem-se refugiado dos holofotes e é descrita aos meios de comunicação franceses por um vizinho como "unida, quase mística". "Claramente, eles refugiam-se na religião para enfrentar esta tragédia", acrescentou. 

De recordar que Émile, desapareceu no sábado, dia 8, pelas 18h00, na região de Vernet, numa comunidade com cerca de 125 habitantes. A criança estaria a brincar no jardim da casa dos avós, depois de ter dormido a sesta, quando a família o perdeu de vista. 

As autoridades lançaram um apelo para que qualquer pessoa que possa ter visto o menino entre em contacto com a polícia.

O menino é descrito como tendo "olhos castanhos, cabelo louro, 90 cm de altura". Vestia uma t-shirt amarela e calções brancos com um padrão verde e botas de caminhada".

Leia Também: Aldeia onde desapareceu Émile 'fechada' para evitar "turismo mórbido"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório