Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

Consumo de álcool aumenta no Kremlin: Do copo para a garrafa pela manhã

Alguns rumores envolvem uma figura bem conhecida e as suas polémicas publicações nas redes sociais: Medvedev.

Consumo de álcool aumenta no Kremlin: Do copo para a garrafa pela manhã
Notícias ao Minuto

18:44 - 14/06/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Kremlin

O consumo de álcool aumentou entre os funcionários do Kremlin e altas figuras da política russa desde o início da invasão à Ucrânia, segundo uma reportagem do site russo de notícias independente Verstka, que cita várias fontes dos círculos político e empresarial da Rússia.

"Bem, vamos dizer assim: na administração presidencial nem toda a gente começava o dia com um copo de vodca. Agora conheço muito mais essas pessoas e, para alguns, o copo transformou-se numa garrafa", disse uma das fontes.

Um dos casos apontados é um governador de umas das regiões da Rússia, para quem "existe até uma pessoa especial para o procurar".

"Sempre bebeu, mas não assim", disse uma fonte próxima ao responsável, justificando estes comportamentos do chefe da região com o "nervosismo por notícias, pressão do Kremlin e das elites locais".

Contudo, as histórias de alcoolismo parecem afetar algumas figuras bem conhecidas, pelo menos são esses os rumores em torno do antigo chefe de Estado e atual vice-presidente do Conselho de Segurança a Rússia, Dmitry Medvedev. Segundo as fontes citadas pelo site russo, Medvedev costuma publicar as suas mensagens no Telegram, nas quais ataca o Ocidente e faz ameaças, quando está alcoolizado.

Além disso, o próprio Medvedev produzirá algumas bebidas, que gosta de dar a membros do governo e líderes estrangeiros.

As fontes indicaram ainda que altos funcionários têm recorrido a bebidas destiladas para lidar com o stress.

Já o presidente da Rússia, Vladimir Putin, quase não bebe, segundo fonte próxima do Kremlin.

Leia Também: Ucrânia na NATO? "Rússia não tem voz nem veto na política" da Aliança

Recomendados para si

;
Campo obrigatório