Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

EUA sanciona empresas chinesas acusadas de apoiar programa de mísseis do Irão

Os Estados Unidos anunciaram terça-feira sanções contra várias empresas na China e em Hong Kong, acusadas de apoiar o programa de mísseis balísticos iraniano, enviando materiais que podem ser usados para fins militares.

EUA sanciona empresas chinesas acusadas de apoiar programa de mísseis do Irão
Notícias ao Minuto

08:04 - 07/06/23 por Lusa

Mundo Irão

As empresas são a Beijing Shiny Nights Technology Development, Qingdao Zhongrongtong Trade Development, Hong Kong Ke.Do International Trade Co, Lingoe Process Engineering Limited e Zhejiang Qingji Ind. Co.

As sanções proíbem empresas e indivíduos americanos, bem como empresas internacionais com filiais nos Estados Unidos, de fazer negócios com os nomes da lista negra.

Segundo o Tesouro dos EUA, estas empresas chinesas enviaram centrífugas, metais não ferrosos que podem ser usados para fins militares e equipamentos eletrónicos para agências governamentais e empresas privadas no Irão envolvidas no fabrico de mísseis e já sob sanções.

Os Estados Unidos mostraram-se preocupados que Teerão esteja a planear desenvolver armas nucleares que possam ser colocadas em mísseis balísticos e ameaçar Israel e outros países, segundo a AFP.

Essas medidas "reforçam o nosso compromisso de responder a atividades que minam a estabilidade regional e ameaçam a segurança dos nossos principais parceiros e aliados", disse o subsecretário do Tesouro norte-americano, Brian Nelson.

"Os Estados Unidos vão continuar a visar redes de abastecimento transnacionais ilícitas que apoiam secretamente a produção de mísseis balísticos do Irão e outros programas militares", acrescentou em comunicado.

Leia Também: EUA ainda avaliam qual o país responsável por destruição de barragem

Recomendados para si

;
Campo obrigatório